Programa da Bolsa Familia


 


Aumento Bolsa Família 2019

Confira as informações atualizadas e saiba se haverá aumento Bolsa Família em 2019

Especulações referentes aos possíveis aumentos do Bolsa Família são comuns: todos os anos, os economistas e os beneficiários aguardam as notícias de reajuste desse benefício social.

A situação não é diferente em 2019: desde os últimos meses do ano passado são questionadas as possibilidades de aumento no valor. Fique sabendo aqui se o Bolsa Família terá reajuste em 2019.


Como funciona o Bolsa Família?

Trata-se de um benefício pago pelo Ministério do Desenvolvimento Social às famílias consideradas em situação de extrema pobreza ou pobreza: isso significa que elas têm renda per capita inferior a R$ 178,00.

As famílias em questão podem ser de todas as regiões do Brasil e podem ter qualquer configuração.

O benefício é sacado na Caixa Econômica Federal ou nas casas lotéricas e representantes Caixa Aqui.

O saque é mensal e pode ser acumulado por até 90 dias, lembrando que o cidadão pode optar por uma poupança Caixa Fácil e receber o Bolsa Família diretamente nela, deixando a quantia que quiser.

Aumento Bolsa Família 2019


Como se cadastrar no Bolsa Família?

A participação no Bolsa Família depende da inscrição no Centro de Referência em Assistência Social (CRAS): depois dessa etapa, ele manda as informações das famílias para o Ministério do Desenvolvimento Social, que avalia tudo e dá uma resposta em até 90 dias.

Os documentos para a inscrição no Bolsa Família são:

  • Comprovante de endereço atualizado;
  • Carteira de trabalho;
  • Documento de identidade;
  • Comprovante de renda atualizado;
  • Atestado de frequência escolar para menores de idade;
  • Certidão de casamento ou nascimento;
  • CPF;
  • Título de eleitor.
Clique aqui para ler o post completo

Valor Bolsa Família 2019

Confira neste texto todas as informações atualizadas sobre o valor Bolsa Família 2019; saiba também quem tem direito a receber o benefício


O que é o Bolsa Família?

O Bolsa Família é, seguramente, o programa de benefício social com mais pessoas inscritas. Na realidade, ele é um programa-base, já que a maioria dos que são beneficiados por outros primeiro se cadastram no Bolsa Família.

As pessoas beneficiadas recebem determinada quantia mensal de acordo com a sua situação familiar e com a renda per capita. Normalmente, as famílias são retiradas do programa no caso de a sua renda aumentar: há bolsas de estudos concedidas pelo Governo, por exemplo, para ajudar na perspectiva financeira.

Quase 14.000.000 de núcleos familiares já foram ajudados e, mensalmente, novas famílias são incluídas. O Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) e a Caixa Econômica Federal são os órgãos públicos que cooperam com o Governo Federal para que a renda seja distribuída.

Valor Bolsa Família 2019


Quem tem direito a receber o Bolsa Família?

No geral, esse programa é para as pessoas questão em condição de extrema pobreza ou de pobreza, significando que elas precisam ter renda per capita de até R$ 178,00. Sendo assim, as famílias que querem saber se podem solicitar esse benefício têm de somar toda a renda e dividir pela quantidade de indivíduos da residência: se for maior que R$ 178,00, não há direito.

Também só podem requisitar o Bolsa Família aqueles que estão no Cadastro Único, ressaltando-se que seus dados familiares precisam estar atualizados. Na eventualidade de essa atualização ser de mais de 24 anos, o benefício não pode ser pedido.… Clique aqui para ler o post completo

Calendário Bolsa Família 2019

Você está procurando o calendario bolsa familia 2019? Veja a programação de pagamentos completa e saiba quando você poderá fazer os saques


O Bolsa Família é um sistema de ajuda social que vigora no Brasil desde 2003, tendo como objetivo trazer mais renda para os cidadãos que estejam em situação de pobreza e extrema pobreza.

O programa tem abrangência nacional, beneficiando pessoas de acordo com a renda per capita e também de acordo com a quantidade de membros da família.


Tipos de benefícios do Bolsa Família

Existem dois tipos de Bolsa Família: um que é chamado de variável e o outro, chamado de básico.

O variável diz respeito aos núcleos familiares que podem ter mudanças em breve, como quando há uma criança pequena ou então uma gestante. Nesse caso, é possível receber até R$ 205,00 mensais (requisitando até cinco benefícios, que são de R$ 41,00).

Outro tipo de benefício variável é o referente ao jovem, que deverá ter idade entre os 16 anos e os 17. Nesse caso, a família pode requisitar até R$ 96,00: na realidade, são até dois benefícios que, unitariamente, são de R$ 48,00 mensais. Também há mais modalidades de benefício variável, como o destinado a quem está amamentando.

Com relação ao benefício que fixo, ele possui o valor de R$ 89,00 mensais.


Quem tem direito a receber o Bolsa Família?

Se a renda per capita for maior que R$ 89,00 mensais, é possível se inscrever somente se houver alguém com até 17 anos na família.… Clique aqui para ler o post completo

Décimo terceiro do Bolsa Família

Um dos principais pedidos dos beneficiários do Bolsa Família está prestes a ser confirmado pelo governo: estamos falando sobre o décimo-terceiro do Bolsa Família.

Se tudo acontecer como o esperado, o pagamento adicional deve ser anunciado em abril de 2019 pelo presidente Jair Bolsonaro.

O 13º do Bolsa Família foi uma promessa de campanha de Bolsonaro, e já vinha sido preparado pelo ministro da Cidadania, Osmar Terra.

“Está tudo certo, estamos negociando com o ministro Paulo Guedes [Economia]. Uma parte [dos recursos] virá do Orçamento [Geral da União], que será revisto, e a outra parte, menor, virá do pente-fino [no programa] que a gente quer aprofundar”, afirmou Terra em entrevista à Agência Brasil, em março.

Já Bolsonaro voltou a falar sobre o tema no dia 5 de abril. Em transmissão ao vivo por uma rede social, o presidente confirmou o pagamento do benefício.

“Vou adiantar um item aqui que é o décimo-terceiro do Bolsa Família. Lá atrás o PT negou no Senado o projeto que tratava desse assunto, então nós resolvemos aqui pelo Executivo, e o décimo-terceiro do Bolsa Família será anunciado na semana, para atingir diretamente os mais necessitados”, revelou.

Endossando o que havia sido revelado pelo ministro Osmar Terra, o presidente mencionou que os recursos estimados em R$ 2,5 bilhões para pagar o décimo-terceiro sairão do combate às fraudes do próprio Bolsa Família.

“De onde virá o recurso? Do combate à fraude. Porque existe muita fraude, então continua esse trabalho cansativo porque tem que pegar um a um, fazer cruzamento, mas está dando resultado e o décimo-terceiro está garantido para o pessoal do Bolsa Família no final do ano”, esclareceu.… Clique aqui para ler o post completo

Como descobrir o número do NIS do Bolsa Família

O NIS é o Número de Identificação Social composto por 11 dígitos. Ele funciona como o seu registro para o Bolsa Família e também para outros programas sociais do governo. Ele é como se fosse o “CPF do Bolsa Família”. Todas as operações que você realizar estarão ligadas a esse número. Você receberá o seu NIS quando o gestor do município aprovar o seu cadastro.

Onde encontrar o NIS

nis-bolsa-familia

Cartão do Bolsa Família

Em até 30 dias após sua aprovação, você receberá o Cartão do Bolsa Família com o Número do NIS. Ele fica localizado logo abaixo do nome do Responsável Familiar. O cartão apresenta 13 números, mas apenas os 11 primeiros correspondem ao NIS. Os outros dois restantes fazem referência à via do cartão (01 para primeira via, 02 para segunda via, e assim por diante).

cartao-bolsa-familia-nis

Cartão do Cidadão

Se você já tinha o Cartão do Cidadão antes de ser aprovado no Bolsa Família, então o seu NIS será o número que está registrado no Cartão do Cidadão. Essa sequência de numerais que aparece nele é mesma do seu PIS. Assim como acontece com o Cartão do Bolsa Família, somente os 11 primeiros dígitos são do NIS. Os outros dois são da via do cartão.

cartao-cidadao-nis

Os números do PIS e do NIS são unificados para que você possa receber os benefícios através do mesmo registro.

Consultar o NIS pela internet


Você pode verificar o seu NIS de forma simples e rápida aqui mesmo no site Programa Bolsa da Família.… Clique aqui para ler o post completo

Quem tem direito ao Cartão Mais Infância

As políticas de assistência social têm grande importância em todos os governos e, no Ceará, existe um programa de transferência de renda específico chamado de Cartão Mais Infância.

Os cidadãos voltaram a recebê-lo em fevereiro de 2019 e dezenas de milhares de famílias já foram ajudadas, enquanto outras ainda têm benefícios a casar.

Aprenda tudo sobre o Cartão Mais Infância Ceará agora.


Quais são os benefícios do Cartão Mais Infância?

O cartão em si permite que as beneficiárias saquem R$ 89,00 todos os meses; entretanto, o Mais Infância é bastante amplo e tem outros tipos de assistência às crianças.

Incluindo a criação de brinquedoteca pública: essa obra foi disponibilizada à população no final de 2018 como parte desse programa social.

Seu objetivo era oferecer um bom ambiente para que as crianças cearenses desenvolvam suas habilidades, inclusive a convivência saudável.

É claro que por causa da difícil condição financeira, muitas dessas crianças não têm brinquedos em casa e a brinquedoteca também funciona como um espaço de lazer.

Pessoas de vários municípios participam do programa Mais Infância Ceará e, por isso, podem receber o cartão.

Sempre que uma cidade ganha novas beneficiárias, o site do Governo do Estado faz uma breve matéria contando-o: os mais recentes foram Jijoca, Crateús e Independência.

Quem tem direito ao Cartão Mais Infância


Como as beneficiárias podem utilizar o Cartão Mais Infância?

O Governo do Estado do Ceará não determina a forma como o benefício deve ser gasto; todavia, é claro que seu uso deve ser para suprir as necessidades das crianças da família, como:

  • Compra de alimentos;
  • Compra de remédios;
  • Compra de material escolar;
  • Compra de sapatos e de roupas

As famílias podem usar o benefício para comprar brinquedos também, já que as crianças precisam desenvolver o lado lúdico.… Clique aqui para ler o post completo

Como funciona o agendamento no CRAS SP

Confira as orientações e entenda as regras para fazer agendamento CRAS SP

O Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) é um lugar conhecido por cadastrar a população em programas sociais, notadamente no Bolsa Família.

Esse órgão municipal também tem a responsabilidade de acolher pessoas vulneráveis em situações diversas e não apenas financeiras.

Para o cadastramento nos programas sociais, o responsável pela família precisa ir pessoalmente à unidade e todo município costuma ter uma.

Na cidade de São Paulo, por exemplo, as pessoas que precisam de assistência têm de fazer o cadastro em uma unidade, mas possuem amplas informações na página da Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social.


É possível fazer cadastro para quais programas sociais no CRAS SP?

Esse posto de atendimento específico recebe cadastros para seis programas sociais:

  • PETI;
  • Renda Cidadã;
  • Bolsa Família;
  • Ação Jovem;
  • BPC;
  • Renda Mínima

O PETI é o Programa de Erradicação do Trabalho Infantil: quando alguma criança está trabalhando e o CRAS paulistano recebe a denúncia, ele passa a assistir à família para que ela se reestruture financeiramente e essa criança torne-se regular em uma escola.

A Renda Cidadã tem o objetivo de oferecer assistência a quem recebe menos de metade do salário mínimo; criado pelo Governo do Estado de São Paulo, o programa exige as crianças da família tenham 75% de frequência na escola ou mais e é possível receber o benefício por até 36 meses.

O Bolsa Família é um dos programas mais conhecidos e presta assistência a quem tem renda per capita de até R$ 178,00.… Clique aqui para ler o post completo

Como consultar o saldo do Bolsa Família pelo aplicativo

Entenda como consultar saldo Bolsa Família pelo app e veja quais são as outras funções disponíveis no aplicativo

O Bolsa Família foi criado para ser uma assistência a quem tem renda baixa ou extremamente baixa.

A pasta do governo federal responsável por ele é o Ministério do Desenvolvimento Social e o valor é adaptado para cada família: a base é de R$ 89,00, com acréscimos se há grávidas, adolescentes, crianças ou mulheres amamentando.

Os beneficiários têm a necessidade de acompanhar o saldo (na realidade, isso é também uma indicação para a segurança).

Aprenda já como usar o aplicativo da Caixa Econômica Federal para fazer a consulta.


Como fazer o pedido do Bolsa Família

Se a cidade tiver um Centro de Referência em Assistência Social (CRAS), um dos membros maiores de idade da família deve procurá-lo; se o CRAS estiver indisponível ou não houver um na região, basta procurar pela Prefeitura.

A pessoa em questão precisará levar o que segue:

  • Carteira de Trabalho;
  • Documento de identidade com foto;
  • Comprovante de renda atualizado;
  • Certidão de casamento ou nascimento;
  • CPF;
  • Comprovante de endereço atualizado;
  • Título de eleitor

O Ministério do Desenvolvimento Social deve saber exatamente quantas pessoas moram juntas e qual é a renda per capita (para pedir o Bolsa Família, ela deve ser máxima de R$ 178,00).

Dessa forma, o representante deve levar a documentação de todos os residentes.

Depois dessa etapa, espera-se até três meses para o governo federal dar deferimento.

Como consultar o saldo do Bolsa Família pelo aplicativo


Qual é o valor pago pelo Bolsa Família?

Isso está relacionado a quanto cada família recebe como assistência, por exemplo: o valor básico pago e que abrange a todos é de R$ 89,00.… Clique aqui para ler o post completo

Como ativar o cartão do Bolsa Família

Confira as informações e saiba como ativar o cartão do Bolsa Família do jeito certo

Com um programa social do porte do Bolsa Família, é muito importante que o governo federal tenha o máximo de controle possível com relação a todas as suas etapas.

Para que o recebimento fique ainda mais seguro para o beneficiário e para o Estado, existe o cartão do Bolsa Família: ele é bem semelhante aos cartões magnéticos e é usado para identificar que aquela família é assistida por esse programa.

Quando uma pessoa tem o seu pedido de Bolsa Família autorizado e recebe esse cartão, ela precisa fazer a ativação: sem isso, será impossível manusear seu benefício.

Aprenda já como ativar o cartão do Bolsa Família.


Como funciona o Bolsa Família

Esse programa de transferência de renda criado em 2003 tem o intuito de garantir o sustento de quem se encontra em situação de extrema pobreza ou pobreza.

Isso quer dizer que o Ministério do Desenvolvimento Social deposita certa quantia todo mês para quem tem renda familiar per capita de até R$ 178,00.

Indivíduos com ou sem filhos podem receber o benefício, apesar de o governo federal privilegiar quem tem menores de idade em casa.

Como ativar o cartão do Bolsa Família


Como pedir o cartão do Bolsa Família?

A solicitação do benefício é obrigatoriamente feita no Centro de Referência em Assistência Social (CRAS); quando a cidade não tiver nenhum posto do CRAS, é a Prefeitura quem faz a intermediação dos pedidos de Bolsa Família.

Sendo assim, não é preciso fazer o pedido do cartão; solicitando o benefício e ele sendo deferido, o envio do cartão já ocorre de maneira automática.… Clique aqui para ler o post completo

Como fazer consulta do Bolsa Família pela Caixa

Entenda como funciona a consulta Bolsa Família Caixa e veja como verificar se o pagamento do benefício está ativo

O Bolsa Família é a forma de assistência social mais conhecida no Brasil, atendendo a pessoas que estão em situação de extrema pobreza ou de pobreza.

Sob a orientação do Ministério do Desenvolvimento Social, ele fornece depósitos em dinheiro de até R$ 300,00 para milhões de famílias, ajudando a garantir que as suas necessidades básicas sejam supridas.

Quem pediu o Bolsa Família ou já é beneficiário pode usar o Sistema de Benefícios ao Cidadão (SIBEC).

O SIBEC é um site da Caixa que também serve para as pessoas que não são envolvidas no programa, mas que desejam acessar a informações gerais sobre ele.

É por causa disso que se diz que esse sistema é dedicado à consulta pública do Bolsa Família.


Quem pode receber o Bolsa Família?

Para ser assistido por esse programa do Ministério do Desenvolvimento Social, a pessoa deve garantir que a renda per capita da sua família não ultrapassa os R$ 178,00 (isso caracteriza a situação de pobreza); no caso de a renda per capita ser ainda mais baixa, o solicitante estará em condição de extrema pobreza.

Será preciso juntar todos os salários ou benefícios sociais que as pessoas da família recebem (aquelas que moram juntas) e dividir o total pela quantidade de membros.

Como fazer consulta do Bolsa Família pela Caixa


Como fazer a consulta do Bolsa Família pelo site da Caixa (SIBEC)

Quem entrar na página do Sistema de Benefícios ao Cidadão perceberá que o seu título inclui o termo “Consulta pública”.… Clique aqui para ler o post completo