Categoria: Aumento Bolsa Família

Aumento do Bolsa Família será pago a partir de 1º de julho

O Bolsa Família terá um aumento de 5,67% no valor do benefício médio. Com a alteração, este valor passará de R$ 177,71 para uma quantia estimada de R$ 187,79.

O reajuste cobre o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) acumulado de julho de 2016 a março de 2018 (4,01%). A suplementação orçamentária para este ano será de R$ 684 milhões.

Segundo o ministro do Desenvolvimento Social, Alberto Beltrame, o aumento no Bolsa Família 2018 é resultado da gestão eficiente dos recursos públicos.

Durante esses quase dois anos, o Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) identificou e cancelou pagamentos irregulares em diversos programas. “Fizemos um verdadeiro saneamento nos programas vinculados à nossa pasta, com revisões nos benefícios do INSS, como o auxílio-doença, e no próprio Bolsa Família. As ações permitiram que mais pessoas entrassem no programa. Além disso, zeramos a fila de espera e, ainda, aumentamos o valor do benefício”.

Aumento do Bolsa Família será pago a partir de 1º de julho

Interessados em receber o auxílio devem se inscrever no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal.

O cadastramento pode ser feito nos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) ou na gestão municipal do Bolsa Família e do Cadastro Único.

O pagamento do benefício segue o calendário Bolsa Família 2018. Para saber o dia em que poderá sacar, o beneficiário deve conferir o Número de Identificação Social (NIS) impresso no cartão do programa.

Os que terminam com final 1 podem sacar no primeiro dia do pagamento. Os com final 2, no segundo dia e assim sucessivamente.

Os recursos ficam disponíveis para saque por um período de três meses.… Clique aqui para ler o post completo

Valores do Bolsa Família atualizados com aumento 2018

O aumento do Bolsa Família foi confirmado e publicado em decreto. A partir de agora, você vai poder consultar os novos valores atualizados de todos os benefícios.

Após meses de negociações com a equipe econômica do governo, que chegou até a considerar a criação de um Vale-gás, o presidente Michel Temer anunciou o aumento 2018 do Bolsa Família no pronunciamento oficial do Dia do Trabalhador, em 30 de maio.

No vídeo abaixo, você pode acompanhar as palavras de Temer confirmando o acréscimo nos pagamentos do programa de complementa de renda.

Após ser sancionado pelo presidente, o reajuste do Bolsa Família foi publicado em decreto no Diário Oficial da União em 1º de junho.

O documento confirma que os pagamentos com o aumento serão feitos somente a partir de 1º de julho.

Portanto, os benefícios correspondentes a junho ainda serão pagos com o valor antigo.


Aumento Bolsa Família 2018

Sem apresentar um reajuste desde 2016, o Bolsa Família contou com um aumento acima da inflação para 2018.

O índice estabelecido pelo governo para incrementar os benefícios foi de 5,67%, enquanto a inflação de julho de 2016 a março de 2018 ficou em 4,01%.

Convertendo em valores, isso quer dizer que o pagamento médio destinado às famílias beneficiárias passará de R$ 177,71 para R$ 187,79.

Mas atenção: o pagamento médio não significa que todos os lares receberão a quantia de R$ 187,79.

Quando falamos em “média de pagamento”, significa o orçamento total do programa dividido entre todas as famílias cadastradas.

Há famílias que recebem mais do que isso, enquanto existem outras que recebem menos.… Clique aqui para ler o post completo

Aumento Bolsa Família 2018 confirmado

O governo confirmou que o aumento do Bolsa Família 2018 começará a ser repassado às beneficiárias e beneficiários a partir de julho. O reajuste foi confirmado pelo presidente Michel Temer, no pronunciamento oficial do Dia do Trabalhador, transmitido na última segunda-feira (30).

Como esperado, o incremento nos benefícios teve um aumento acima da inflação. Temer anunciou que o acréscimo nos pagamentos será de 5,67%. Com isso, o valor médio pago às famílias passará de R$ 177,71 para R$ 187,79.

Assista ao depoimento oficial do presidente confirmando o aumento:


Valores do Bolsa Família

De acordo com a base de 5,67% confirmada pelo governo, veja abaixo como podem ficar os benefícios após o aumento do Bolsa Família 2018. (lembrando que não são valores oficiais):

Benefício básico

Valor atual: R$ 85

Como pode ficar após o aumento: R$ 89

Quem pode receber: famílias extremamente pobres, independente do número de pessoas.


Benefício variável

Valores atuais: de R$ 39 a R$ 195

Como podem ficar após o aumento: R$ 41 a R$ 206

Quem pode receber: famílias pobres e extremamente pobres que tenham gestantes, mães em período de amamentação, crianças e adolescentes de 0 a 16 anos incompletos. Cada família pode receber até 5 benefícios de R$ 35, totalizando R$ 175.


Benefício variável de 0 a 15 anos

Valor atual: R$ 39

Como pode ficar após o aumento: R$ 41

Quem pode receber: famílias com crianças e adolescentes de 0 a 15 anos de idade.


Benefício variável à gestante

Valor atual: R$ 39

Como pode ficar após o aumento: R$ 41

Quem pode receber: famílias que tenham gestante em sua composição.… Clique aqui para ler o post completo

Aumento Bolsa Família 2018

Muitas beneficiárias estão na expectativa do anúncio de um possível aumento do Bolsa Família em 2018. O reajuste nos pagamentos é esperado desde o ano passado, quando em meados de maio de 2017, o governo sinalizou com a possibilidade de oferecer um acréscimo acima da inflação. Porém, no mês seguinte, o Ministério do Desenvolvimento Social voltou atrás e cancelou a liberação do incremento.

Dessa vez, o acréscimo nos benefícios pode ser antecipado em razão da alta do preço do gás de cozinha, a maior desde 2002. Para reduzir o impacto do preço do botijão no orçamento, o presidente Michel Temer considera aumentar o Bolsa Família em março de 2018.

O plano inicial era reajustar somente em julho. Mais uma vez a equipe econômica trabalha com um acréscimo acima da inflação, que em 2017 foi de 2,07%. Vale reforçar, no entanto, que o aumento não foi confirmado oficialmente.

* Atualização: o aumento do Bolsa Família 2018 foi confirmado pelo presidente Michel Temer em pronunciamento realizado no dia 30 de abril. O reajuste de 5,67% será pago a partir de julho. Veja como ficaram os valores atualizados após o aumento.


Criação do “vale-gás”

Além do incremento no benefício do Bolsa Família, outra medida que está sendo estudada pelo governo é a criação de um pagamento adicional destinado para a compra do gás de cozinha. Michel Temer não revelou detalhes sobre o plano, mas disse que um anúncio deve ser feito nos próximos dias.

“Houve aumento no preço do botijão de gás de cozinha e eu estou examinando uma fórmula de compensar esse aumento para os mais pobres.… Clique aqui para ler o post completo

Governo vai dobrar Bolsa Família para quem mora em áreas de risco no Rio

Os beneficiários do Bolsa Família que moram em áreas consideradas de risco no Rio de Janeiro receberão aumento nos pagamentos. A notícia foi confirmada pelo ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, nesta quinta-feira (3).

Com a liberação do orçamento pelo governo, o valor médio dos benefícios passará de R$ 150 para R$ 300. De acordo com o ministro, a nova quantia será repassada a partir do mês de setembro, e será mantida pelo menos até o final do mandato de Michel Temer.

“Vai durar até o último dia de 2018, mas claro que isso pode ser prorrogado, porque agora é uma situação emergencial”, confirmou o ministro.

Quem terá direito ao aumento

Governo vai dobrar Bolsa Família para quem mora em áreas de risco no Rio

O acréscimo nos pagamentos deverá atender principalmente as famílias que moram na capital fluminense e cidades próximas. Essa são as regiões que terão prioridade de atendimento:

  • Chapadão
  • Complexo do Alemão
  • Complexo da Maré
  • Penha
  • São Gonçalo
  • Duque de Caxias
  • Nova Iguaçu

O plano de aumentar o Bolsa Família faz parte de uma série de ações sociais que começarão a ser realizadas no Estado. A ideia é fornecer ajuda a pessoas entre 12 e 29 anos que estão sendo atraídos pelo crime organizado. Com as medidas, o governo tem a expectativa de atender 50 mil jovens e 40 mil famílias.

 

O que será preciso fazer para receber o aumento

Para receber e manter o novo valor, as famílias precisam cumprir os seguintes requisitos:

Garantir a permanência dos jovens de 12 a 29 anos na escola

Garantir a presença dos jovens no contra turno

O contra turno é um conjunto de atividades esportivas que acontecerão fora do horário escolar em 27 unidades militares do Rio.Clique aqui para ler o post completo