Categoria: Aumento Bolsa Família

Aumento Bolsa Família 2019

Confira as informações atualizadas e saiba se o haverá aumento Bolsa Família em 2019

Especulações referentes aos possíveis aumentos do Bolsa Família são comuns: todos os anos, os economistas e os beneficiários aguardam as notícias de reajuste desse benefício social.

A situação não é diferente em 2019: desde os últimos meses do ano passado são questionadas as possibilidades de aumento no valor. Fique sabendo aqui se o Bolsa Família terá reajuste em 2019.


Como funciona o Bolsa Família?

Trata-se de um benefício pago pelo Ministério do Desenvolvimento Social às famílias consideradas em situação de extrema pobreza ou pobreza: isso significa que elas têm renda per capita inferior a R$ 178,00.

As famílias em questão podem ser de todas as regiões do Brasil e podem ter qualquer configuração.

O benefício é sacado na Caixa Econômica Federal ou nas casas lotéricas e representantes Caixa Aqui.

O saque é mensal e pode ser acumulado por até 90 dias, lembrando que o cidadão pode optar por uma poupança Caixa Fácil e receber o Bolsa Família diretamente nela, deixando a quantia que quiser.

Aumento Bolsa Família 2019


Como se cadastrar no Bolsa Família?

A participação no Bolsa Família depende da inscrição no Centro de Referência em Assistência Social (CRAS): depois dessa etapa, ele manda as informações das famílias para o Ministério do Desenvolvimento Social, que avalia tudo e dá uma resposta em até 90 dias.

Os documentos para a inscrição no Bolsa Família são:

  • Comprovante de endereço atualizado;
  • Carteira de trabalho;
  • Documento de identidade;
  • Comprovante de renda atualizado;
  • Atestado de frequência escolar para menores de idade;
  • Certidão de casamento ou nascimento;
  • CPF;
  • Título de eleitor.
Clique aqui para ler o post completo

Aumento do Bolsa Família será pago a partir de 1º de julho

O Bolsa Família terá um aumento de 5,67% no valor do benefício médio. Com a alteração, este valor passará de R$ 177,71 para uma quantia estimada de R$ 187,79.

O reajuste cobre o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) acumulado de julho de 2016 a março de 2018 (4,01%). A suplementação orçamentária para este ano será de R$ 684 milhões.

Segundo o ministro do Desenvolvimento Social, Alberto Beltrame, o aumento no Bolsa Família 2018 é resultado da gestão eficiente dos recursos públicos.

Durante esses quase dois anos, o Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) identificou e cancelou pagamentos irregulares em diversos programas. “Fizemos um verdadeiro saneamento nos programas vinculados à nossa pasta, com revisões nos benefícios do INSS, como o auxílio-doença, e no próprio Bolsa Família. As ações permitiram que mais pessoas entrassem no programa. Além disso, zeramos a fila de espera e, ainda, aumentamos o valor do benefício”.

Aumento do Bolsa Família será pago a partir de 1º de julho

Interessados em receber o auxílio devem se inscrever no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal.

O cadastramento pode ser feito nos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) ou na gestão municipal do Bolsa Família e do Cadastro Único.

O pagamento do benefício segue o calendário Bolsa Família 2018. Para saber o dia em que poderá sacar, o beneficiário deve conferir o Número de Identificação Social (NIS) impresso no cartão do programa.

Os que terminam com final 1 podem sacar no primeiro dia do pagamento. Os com final 2, no segundo dia e assim sucessivamente.

Os recursos ficam disponíveis para saque por um período de três meses.… Clique aqui para ler o post completo

Valores do Bolsa Família atualizados com aumento 2018

O aumento do Bolsa Família foi confirmado e publicado em decreto. A partir de agora, você vai poder consultar os novos valores atualizados de todos os benefícios.

Após meses de negociações com a equipe econômica do governo, que chegou até a considerar a criação de um Vale-gás, o presidente Michel Temer anunciou o aumento 2018 do Bolsa Família no pronunciamento oficial do Dia do Trabalhador, em 30 de maio.

No vídeo abaixo, você pode acompanhar as palavras de Temer confirmando o acréscimo nos pagamentos do programa de complementa de renda.

Após ser sancionado pelo presidente, o reajuste do Bolsa Família foi publicado em decreto no Diário Oficial da União em 1º de junho.

O documento confirma que os pagamentos com o aumento serão feitos somente a partir de 1º de julho.

Portanto, os benefícios correspondentes a junho ainda serão pagos com o valor antigo.


Aumento Bolsa Família 2018

Sem apresentar um reajuste desde 2016, o Bolsa Família contou com um aumento acima da inflação para 2018.

O índice estabelecido pelo governo para incrementar os benefícios foi de 5,67%, enquanto a inflação de julho de 2016 a março de 2018 ficou em 4,01%.

Convertendo em valores, isso quer dizer que o pagamento médio destinado às famílias beneficiárias passará de R$ 177,71 para R$ 187,79.

Mas atenção: o pagamento médio não significa que todos os lares receberão a quantia de R$ 187,79.

Quando falamos em “média de pagamento”, significa o orçamento total do programa dividido entre todas as famílias cadastradas.

Há famílias que recebem mais do que isso, enquanto existem outras que recebem menos.… Clique aqui para ler o post completo

Aumento Bolsa Família 2018 confirmado

O governo confirmou que o aumento do Bolsa Família 2018 começará a ser repassado às beneficiárias e beneficiários a partir de julho. O reajuste foi confirmado pelo presidente Michel Temer, no pronunciamento oficial do Dia do Trabalhador, transmitido na última segunda-feira (30).

Como esperado, o incremento nos benefícios teve um aumento acima da inflação. Temer anunciou que o acréscimo nos pagamentos será de 5,67%. Com isso, o valor médio pago às famílias passará de R$ 177,71 para R$ 187,79.

Assista ao depoimento oficial do presidente confirmando o aumento:


Valores do Bolsa Família

De acordo com a base de 5,67% confirmada pelo governo, veja abaixo como podem ficar os benefícios após o aumento do Bolsa Família 2018. (lembrando que não são valores oficiais):

Benefício básico

Valor atual: R$ 85

Como pode ficar após o aumento: R$ 89

Quem pode receber: famílias extremamente pobres, independente do número de pessoas.


Benefício variável

Valores atuais: de R$ 39 a R$ 195

Como podem ficar após o aumento: R$ 41 a R$ 206

Quem pode receber: famílias pobres e extremamente pobres que tenham gestantes, mães em período de amamentação, crianças e adolescentes de 0 a 16 anos incompletos. Cada família pode receber até 5 benefícios de R$ 35, totalizando R$ 175.


Benefício variável de 0 a 15 anos

Valor atual: R$ 39

Como pode ficar após o aumento: R$ 41

Quem pode receber: famílias com crianças e adolescentes de 0 a 15 anos de idade.


Benefício variável à gestante

Valor atual: R$ 39

Como pode ficar após o aumento: R$ 41

Quem pode receber: famílias que tenham gestante em sua composição.… Clique aqui para ler o post completo

Aumento Bolsa Família 2018

Muitas beneficiárias estão na expectativa do anúncio de um possível aumento do Bolsa Família em 2018. O reajuste nos pagamentos é esperado desde o ano passado, quando em meados de maio de 2017, o governo sinalizou com a possibilidade de oferecer um acréscimo acima da inflação. Porém, no mês seguinte, o Ministério do Desenvolvimento Social voltou atrás e cancelou a liberação do incremento.

Dessa vez, o acréscimo nos benefícios pode ser antecipado em razão da alta do preço do gás de cozinha, a maior desde 2002. Para reduzir o impacto do preço do botijão no orçamento, o presidente Michel Temer considera aumentar o Bolsa Família em março de 2018.

O plano inicial era reajustar somente em julho. Mais uma vez a equipe econômica trabalha com um acréscimo acima da inflação, que em 2017 foi de 2,07%. Vale reforçar, no entanto, que o aumento não foi confirmado oficialmente.

* Atualização: o aumento do Bolsa Família 2018 foi confirmado pelo presidente Michel Temer em pronunciamento realizado no dia 30 de abril. O reajuste de 5,67% será pago a partir de julho. Veja como ficaram os valores atualizados após o aumento.


Criação do “vale-gás”

Além do incremento no benefício do Bolsa Família, outra medida que está sendo estudada pelo governo é a criação de um pagamento adicional destinado para a compra do gás de cozinha. Michel Temer não revelou detalhes sobre o plano, mas disse que um anúncio deve ser feito nos próximos dias.

“Houve aumento no preço do botijão de gás de cozinha e eu estou examinando uma fórmula de compensar esse aumento para os mais pobres.… Clique aqui para ler o post completo