Categoria: Bolsa Família 2016

Governo vai oferecer pacote de benefícios para o Bolsa Família

O governo federal prepara um pacote de benefícios para os brasileiros cadastrados nos programas Bolsa Família e Minha Casa Minha Vida. Os beneficiários terão acesso a uma linha de crédito que será disponibilizada através de empréstimos.

O planejamento dos recursos está sendo elaborado em conjunto pelo BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal e também pelos bancos regionais.

Como o crédito poderá ser usado

É importante esclarecer que o crédito não será voltado para o consumo. Optando por fazer o empréstimo, os beneficiários poderão comprar equipamentos e ferramentas para desenvolver uma atividade profissional.

Em entrevista ao Estadão, o ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra, explicou a proposta. “O crédito não é para consumo, mas para atividade produtiva. São as pessoas que mais precisam de crédito para comprar instrumentos de trabalho, para prestar serviços, como de jardinagem e cabeleireiro, para desenvolverem uma atividade que dê renda”.

Além de permitir que as famílias ampliem a renda mensal, o pacote também tem o objetivo de reduzir o trabalho informal entre os cerca de 14 milhões de cadastrados no programa.

Garantias do Bolsa Família

bolsa-familia-pacote-beneficios

De acordo com as regras, o governo vai permitir aos beneficiários manter o cadastro ativo no programa mesmo se uma pessoa da família conseguir uma atividade formal.

Segundo o ministro Osmar Terra, haverá uma garantia de dois anos para que os cadastrados continuem a receber os pagamentos normalmente após o início do trabalho com carteira assinada.

Caso o beneficiário fique desempregado depois deste período de dois anos, o governo garante que ele poderá voltar ao Bolsa Família automaticamente.… Clique aqui para ler o post completo

Governo confirma aumento do Bolsa Família 2016 com reajuste maior

Agora é oficial. Após um período de indefinição ocasionado pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff, o governo confirmou o aumento do Bolsa Família 2016. A informação foi divulgada nesta quarta-feira (29), pelo presidente interino, Michel Temer, e pelo ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra.

A grande notícia para as mais de 14 milhões de famílias cadastradas no programa ficou por conta de um reajuste maior do que havia sido anunciado por Dilma. Em 1º de maio, a presidente afastada divulgou um aumento médio de 9% nos pagamentos. Agora, Temer comunicou que o acréscimo será de 12,5%.

Valores

Com o novo aumento, o valor médio disponibilizado aos beneficiários passará de R$ 162 para R$ 182. O benefício para superação da extrema pobreza subirá de R$ 77 para R$ 85, enquanto o pagamento para as famílias que se encontram na linha de pobreza mudará de R$ 154 para R$ 170.

O reajuste é válido para todos os planos do Bolsa Família, e será liberado a partir dos pagamentos de julho. Veja como ficarão os novos valores.

aumento-bolsa-familia-2016-confirmado

Benefício Variável de 0 a 15 anos

Valor antigo: R$ 35

Valor novo com aumento: R$ 39

Benefício Variável à Gestante

Valor antigo: R$ 35

Valor novo com aumento: R$ 39

Benefício Variável Nutriz

Valor antigo: R$ 35

Valor novo com aumento: R$ 39

Benefício Variável Jovem

Valor antigo: R$ 42

Valor novo com aumento: R$ 46

Benefício para Superação da Extrema Pobreza

Valor antigo: R$ 77

Valor novo com aumento: R$ 85

Benefício para Superação da pobreza

Valor antigo: R$ 154

Valor novo com aumento: R$ 170

Orçamento para o Bolsa Família

No início do ano, o governo afastado trabalhava com um orçamento de 28,8 bilhões de reais para ser investido no Bolsa Família em 2016.… Clique aqui para ler o post completo

O Bolsa Família vai acabar com a saída de Dilma?

Por 55 votos a 22, o Senado Federal aceitou na manhã desta quinta-feira (12) o pedido de abertura do processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff (PT). A partir de agora, Dilma ficará afastada do poder por 180 dias e o vice Michel Temer (PMDB) assume o comando do país. Neste período, o Senado vai realizar o julgamento da presidente para decidir se houve ou não houve crime de responsabilidade.

Se for considerada inocente, ela retorna à presidência. Já se for condenada, Dilma Rousseff perde o cargo em definitivo e não pode se candidatar por oito anos. Mas a pergunta que fica para quem é beneficiário do maior programa de complemento de renda do país é: o Bolsa Família vai acabar com a saída de Dilma?

Atualização

No dia 31 de agosto de 2016, o Senado Federal aprovou o impeachment. O placar final da votação ficou em 61 votos a favor e 20 contra (não houve abstenções). Com a decisão, Dilma Rousseff perdeu definitivamente o cargo de presidente.

Situação do Bolsa Família

Criado em 2003, durante o primeiro mandato do ex-presidente Lula (PT), o Bolsa Família teve tratamento especial e foi uma das prioridades do governo Dilma. Em meio à pressão da crise político-econômica estabelecida em 2015, a equipe de planejamento precisou realizar cortes e reajustes em diversas áreas.

No entanto, o programa de complemento de renda foi preservado e não sofreu baixas no orçamento de R$ 1,1 bilhão disponível para 2016. No dia 1º de maio, Dilma anunciou aumento de 9% dos benefícios do Bolsa Família.… Clique aqui para ler o post completo

Bolsa Família 2016 pode ter aumento de 1 bilhão de reais

O Ministério do Desenvolvimento Social, órgão responsável por gerenciar o Bolsa Família, confirmou nesta segunda-feira (4) que o governo federal pode aumentar em até 1 bilhão de reais o orçamento do programa para 2016. O acréscimo foi garantido mesmo após a presidente Dilma Rousseff não aprovar a medida que determinava o reajuste do Bolsa Família de acordo com o índice da inflação oficial do Brasil. Com isso, as pessoas que recebem os pagamentos mensais terão o benefício garantido em 2016.

Entenda o que está acontecendo

Todos os meses você tem gastos fixos com a sua família, como as contas de energia, água e internet, além das despesas com supermercado, lazer e manutenção do imóvel. Em 2015 os preços aumentaram e orçamento familiar ficou mais apertado. Para não ter problemas graves em 2016, você precisa fazer um planejamento para não gastar mais do que recebe.

Esse é o desafio que o governo brasileiro está enfrentando atualmente. Os ministérios da Fazenda e do Planejamento estão “quebrando a cabeça” para apresentar um orçamento que não comprometa as finanças do país em 2016. Durante as negociações, o Bolsa Família sempre esteve na mira dos cortes, fato que provocou inúmeras dúvidas por parte dos beneficiários.

Como o aumento foi garantido

bolsa-familia-aumento-2016

Mesmo com o Brasil “apertando o cinto” para conter gastos, o orçamento do Bolsa Família terá aumento em 2016. De acordo com o governo, isso só foi possível porque o país reservou mais de 1,1 bilhão de reais para destinar ao programa neste ano. O valor passará de 27,7 bilhões de reais (2015) para 28,8 bilhões de reais (2016).… Clique aqui para ler o post completo

Bolsa Família 2016: aumento, calendário, valores, pagamentos, como ser aprovado

Em atividade desde 2003, o Bolsa Família foi criado com o objetivo de ajudar as famílias brasileiras a superar a condição de vulnerabilidade, isto é, deixar de viver em situação de pobreza e de extrema pobreza. Embora a maior parte das pessoas associe o programa apenas ao auxílio financeiro, o Bolsa Família possui uma estrutura completa que também oferece acesso a condições básicas relacionadas à educação, saúde e assistência social.

Aumento

bolsa-familia-2016

Muito tem se falado sobre o futuro do Bolsa Família em 2016. As discussões dos políticos têm deixado os milhões de beneficiários com muitas dúvidas. Apesar disso, o governo não tem intenção de mexer no orçamento, e prevê um aumento bastante significativo para o próximo ano. O valor passaria de 27,7 bilhões de reais em 2015 para 28,8 bilhões de reais em 2016. Mas essa quantia ainda não está confirmada.

Cortes

Por outro lado, por mais que tente evitar, o governo está sendo pressionado a cortar uma parte considerável da verba do Bolsa Família. O relatório que prepara o Orçamento do país para 2016 prevê uma redução de R$ 10 bilhões nas contas do programa. Se for confirmada, essa medica afetaria 23 milhões de beneficiários em todas as regiões do país.

Calendário 2016

Esse é o Calendário do Bolsa Família 2016 oficial completo. Para saber quando você pode receber o benefício, verifique o último dígito do seu NIS (Número de Identificação Social) e confira a data correspondente no calendário.

calendario-bolsa-familia-2016-oficial

Por exemplo: quem tem NIS com final 1, poderá receber os pagamentos de 2016 a partir dos dias:

  • 18 de janeiro
  • 16 de fevereiro
  • 17 de março
  • 15 de abril
  • 17 de maio
  • 17 de junho
  • 18 de julho
  • 18 de agosto
  • 19 de setembro
  • 18 de outubro
  • 17 de novembro
  • 12 de dezembro

Valores

Se não houver nenhuma mudança, os valores do Bolsa Família 2016 seguirão a tabela padrão estabelecida pelo programa.… Clique aqui para ler o post completo