Categoria: Cadastro Bolsa Família

Novas regras do Bolsa Família podem cancelar benefícios de 600 mil famílias

O Bolsa Família terá novas regras em breve que poderão afetar diretamente até 600 mil famílias beneficiadas pelo programa de complemento de renda nacional.

Isso porque o governo Michel Temer está preparando um decreto que vai alterar as condições tanto para aprovar, quanto para manter os cadastros ativos. Veja as propostas e entenda o que vai acontecer.

Como serão as novas regras do Bolsa Família

bolsa-familia-novas-regras

Aprovação no programa

A primeira alteração está relacionada às famílias que desejam ingressar no Bolsa Família. Com as novas regras, a análise dos cadastros passará a ser mais rígida e a aprovação tende a ser mais difícil.

O governo vai começar a utilizar pelo menos seis bases de dados para comparar as informações fornecidas no Cadastro Único. O objetivo é evitar fraudes de pessoas que apresentam declarações de renda falsas para facilitar a aprovação.

Permanência no programa

Em relação às inscrições que já estão ativas, haverá menor tolerância para quem não manter as informações atualizadas de acordo com a situação real da família.

Atualmente, o Bolsa Família bloqueia os benefícios se um cadastro incompatível é detectado na triagem por três vezes. Após as mudanças, o pagamento será interrompido após o segundo registro na “malha-fina”.

Cancelamentos

Desde que assumiu, em maio de 2016, Michel Temer cancelou 916 mil inscrições do Bolsa Família. Esse número pode aumentar já em setembro, pois existe a possibilidade de ocorrer o cancelamento de mais 600 mil cadastros que não seguem as condições exigidas pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA).… Clique aqui para ler o post completo

Quanto tempo leva para o Bolsa Família ser aprovado?

Você fez o cadastro no Bolsa Família, mas está esperando uma resposta há meses para saber se foi aprovado? Se você se encontra nesta situação, não deixe de acompanhar as informações que serão transmitidas neste texto.

A partir de agora, vamos explicar como funciona o processo de aprovação no programa, além de falar sobre assuntos que envolvem o NIS (Número de Identificação Social) e as regras para ter o pedido aceito pelo MDSA (Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário). Confira as orientações.

Por que o cadastro demora para ser aprovado?

O MDSA faz um levantamento de famílias de baixa renda nos municípios e realiza uma estimativa para poder liberar os benefícios do Bolsa Família. Na prática, isso quer dizer que não é possível aprovar todos os pedidos ao mesmo tempo. Se isso acontecesse, não haveria recursos suficientes no programa para atender a todos.

Sendo assim, uma “fila” de solicitações acaba se formando para aguardar a avaliação do MDSA, e as famílias precisam aguardar o tempo necessário para que tenham seus cadastros avaliados. A análise é totalmente informatizada e não tem inferência dos profissionais do CRAS ou do MDSA.

Os agentes do CRAS podem estimar um prazo para você receber a resposta, porém, não é possível dar certeza de um tempo exato. O tempo de espera pode levar, em média, 90 dias. Vale lembrar que as famílias com renda menor têm prioridade na “fila”.

Como funciona o processo de aprovação

bolsa-familia-prazo-aprovacao

1. Cadastro no CadÚnico

O primeiro passo para dar entrada no programa é fazer o Cadastro Único.… Clique aqui para ler o post completo

Confira os benefícios do Portal do Bolsa Família

O Bolsa Família é um programa de transferência de renda que tem o objetivo de reduzir os efeitos da pobreza e auxiliar as famílias brasileiras a superar a condição de vulnerabilidade. Para alcançar a sua meta, o Bolsa Família disponibiliza benefícios mensais em dinheiro e também oferece acompanhamento médico para gestantes e mães em períodos de amamentação.

Todas as principais informações sobre o funcionamento do programa você pode encontrar no Portal do Bolsa Família. O site é preparado para facilitar a pesquisa das famílias beneficiárias e traz dados completos sobre benefícios, consulta, calendário, pagamentos e muito mais. Confira o que você pode consultar na página.

portal-bolsa-familia

Informações sobre o Cadastro Único para o Bolsa Família

cadastro-unico-bolsa-familia

No portal do Bolsa Família você vai encontrar informações sobre o Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (Cadastro Único). O CadÚnico é um controle geral do governo para identificar famílias consideradas de baixa renda. Fazem parte dessa condição, as famílias com as seguintes características:

  • Famílias com renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa;
  • Famílias com renda mensal total de até três salários mínimos.

O CadÚnico é interligado entre todos os programas sociais do governo. Ele permite coletar dados relacionados às condições de domicílio, formas de acesso a serviços públicos essenciais e informações sobre cada membro das famílias. É através do CadÚnico que o Governo Federal elabora políticas sociais para melhorar as condições de milhões de brasileiros.

Para ter o cadastro aprovado no Bolsa Família, a primeira atribuição que o Responsável Familiar (RF) deve cumprir é procurar o gestor municipal para preencher as informações do CadÚnico.… Clique aqui para ler o post completo

Como ser aprovado no Bolsa Família

O Bolsa Família é um plano assistencial mantido Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) que tem o objetivo de auxiliar os brasileiros a superar a condição de pobreza e de extrema pobreza. As famílias inscritas no programa têm o direito de receber um benefício mensal que é disponibilizado em nome da Responsável Familiar (RF).

Para começar a receber os pagamentos, os beneficiários precisam apresentar a documentação necessária e cumprir as condições estabelecidas pelo programa. Em seguida vamos mostrar o que você precisa fazer para a ter o seu cadastro aprovado no Bolsa Família. Acompanhe o texto até o final e veja as orientações.

O que fazer para ser aprovado

bolsa-familia-como-ser-aprovado

Quem tem direito a receber

O primeiro passo é saber se a sua família está incluída na faixa de renda que permite receber os benefícios do Bolsa Família. Veja quem tem direito a receber:

1. Famílias com renda de até R$ 85 por pessoa;

2. Famílias com renda entre R$ 85,01 e R$ 170,00 por pessoa, que tenham gestantes, nutrizes (mães em período de amamentação), crianças de 0 a 12 anos e adolescentes até 15 anos;

3. Famílias com renda de R$ 0 a R$ 170,00 por pessoa, que tenham adolescentes de 16 a 17 anos.

Cadastro Único

A segunda etapa é dar entrada no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal. Para isso, você precisa procurar o gestor do Bolsa Família na sua cidade. O atendimento pode ser realizado nos seguintes locais:

  • Prefeitura da cidade;
  • CRAS (Centro de Referência de Assistência Social);

Ao conversar com o gestor, o Responsável Familiar, que geralmente é a mãe de família, deve apresentar o seu CPF, RG e Título de Eleitor.… Clique aqui para ler o post completo

Como fazer o Cadastro Único para o Bolsa Família

Se você quer começar a receber os pagamentos do Bolsa Família, então muito provavelmente já ouviu falar alguma vez sobre o Cadastro Único. Essa ferramenta gerenciada pelo governo federal é essencial para que você consiga cadastrar a sua família nos programas sociais brasileiros.

Somente após a aprovação no CadÚnico, você tem direito aos benefícios oferecidos pelo Bolsa Família e também por outros planos do governo, como o Brasil Carinhoso e o Criança Feliz.

O que é o Cadastro Único?

cadastro-unico-bolsa-familia

Coordenado pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA), o Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal é um sistema de dados que reúne informações completas das famílias brasileiras. Nele constam as referências a seguir:

  • Características da residência.
  • Identificação de todos os membros da família.
  • Escolaridade.
  • Condição atual de trabalho.
  • Renda dos familiares.

É através do Cadastro Único que o governo identifica as principais necessidades das famílias brasileiras e realiza a seleção para programas assistenciais, como o Bolsa Família.

Quem pode se inscrever no CadÚnico

A inscrição no CadÚnico é permitida para famílias que se encontrem em condição de pobreza e extrema pobreza. Para o caso do Bolsa Família, podem realizar o cadastro todas as famílias enquadradas nas características abaixo:

1. Famílias com renda de até R$ 85 por pessoa.

2. Famílias com renda entre R$ 85,01 e R$ 170,00 por pessoa que tenham gestantes, nutrizes (mães em período de amamentação), crianças de 0 a 12 anos e adolescentes até 15 anos.

3. Famílias com renda de R$ 0 a R$ 170,00 por pessoa, que tenham adolescentes de 16 a 17 anos.… Clique aqui para ler o post completo