Como fazer empréstimo com cartão do Bolsa Família

Consulte as regras e entenda o que é necessário par fazem empréstimo com cartão Bolsa Família

O Cartão Bolsa Família é concedido pela Caixa Econômica Federal às pessoas que são beneficiadas pelo programa de transferência de renda.

Esses beneficiários fazem uso do cartão quando desejam consultar o saldo no caixa eletrônico (caso sejam correntistas da Poupança Fácil), para fazer saque e até mesmo para pedir um empréstimo especial.

Fique sabendo neste texto como fazer empréstimo com cartão Bolsa Família.


Como funciona o empréstimo com cartão do Bolsa Família

Como fazer empréstimo com cartão do Bolsa Família

O empréstimo com cartão do Bolsa Família foi criado com a intenção de impulsionar possíveis negócios que esses beneficiários queiram abrir.

Inclusive, tornar-se um empreendedor pode ser o primeiro passo para que essas pessoas deixem de necessitar do Bolsa Família, coisa que é o objetivo principal do governo federal.

O beneficiário também pode pedir o empréstimo Bolsa Família se estiver com muitas contas que precise quitar: pode se tratar de um problema de saúde, pode ser devido a algum problema extra na casa, etc.


Valores do empréstimo com cartão do Bolsa Família

O empréstimo com cartão do Bolsa Família é de, no máximo, R$ 15.000,00.

No entanto, os solicitantes devem se lembrar de que há cobrança de juros mensais, cuja porcentagem é determinada de acordo com a renda per capita e alguns outros critérios, como valor total.


Quem pode pedir empréstimo com cartão Bolsa Família?

O empréstimo com cartão do Bolsa Família só é liberado para pessoas que atendam aos seguintes requisitos:

  • Estejam regularmente beneficiadas pelo programa de transferência de renda;
  • Possuam um fiador;
  • Possam comprovar a sua renda, ou seja, elas precisam trabalhar além de receber o Bolsa Família;
  • Permitam que um fiscal conheça a sua residência

O motivo de um fiscal precisar ir à casa do beneficiário é a confirmação de que aquele indivíduo, de fato, vive em condição de vulnerabilidade.

Por outro lado, essa visita também ajuda o governo a confirmar que a família está seguindo as exigências do programa, como manter seu endereço atualizado e os menores de idade na escola.


Como manter o cadastro do Bolsa Família sem bloqueios

Vale recordar também o critério para que uma pessoa seja beneficiária do Bolsa Família: ela precisa ter renda per capita de até R$ 178,00 por mês.

Além disso, para não ter a assistência cancelada, ela deverá:

  • Manter a sua renda mensal atualizada junto ao Ministério do Desenvolvimento Social;
  • Se houver grávida beneficiária, ela deve fazer o se pré-natal de forma regular nas unidades do SUS;
  • Comparecer a cada dois anos ao Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) para o recadastramento;
  • Levar as crianças de até 7 anos às unidades de saúde para fazer a pesagem semestral;
  • Manter a carteira de vacina de todos os menores de idade atualizada

Como fazer empréstimo com cartão do Bolsa Família

como-fazer-emprestimo-cartao-bolsa-familia

Para fazer empréstimo com cartão do Bolsa Família, os passos são os seguintes:

  • O beneficiário levará o seu fiador até uma agência da Caixa Econômica Federal para marcar a visita do fiscal;
  • Esse fiscal comparecerá à casa do beneficiário para saber mais sobre as suas condições e sobre a razão do empréstimo;
  • A Caixa Econômica avisará se o empréstimo será autorizado

A pessoa que pede o empréstimo com cartão do Bolsa Família precisa ficar atenta, nos dias seguintes, para não perder a visita do fiscal.

Geralmente, o banco o envia em até 8 dias e, se ele chegar à residência e não encontrar o beneficiário, será preciso ir de novo à Caixa e fazer o agendamento.


Fazer empréstimo com cartão do Bolsa Família é perigoso?

Na prática, qualquer tipo de empréstimo inclui certo perigo porque o solicitante tem de pagar o valor e também uma quantidade de juros: quem não quita todas as mensalidades passa a estar no Serviço de Proteção ao Crédito.

Os beneficiários do Bolsa Família que procuram o empréstimo da Caixa Econômica também podem se complicar se não avaliarem bem a sua situação.

Se o dinheiro extra está sendo necessário para uma emergência, é melhor que não se pegue um montante alto.

Os especialistas em finanças também indicam que não se deve usar empréstimos para quitar contas corriqueiras, como água. Se é esse o caso, é melhor que o cidadão procure a empresa fornecedora e peça a tarifa social ou um parcelamento, além de criar meios de diminuir o seu consumo.

Caso o beneficiário do Bolsa Família tenha intenção de abrir uma empresa e precise do empréstimo mais alto, é necessário que ele avalie se o setor no qual deseja ingressar é mesmo rentável. Isso quer dizer:

  • Se há consumidor para aquele serviço ou produto;
  • Se há muita concorrência nas imediações;
  • Se a matéria prima é muito cara

Além dessas considerações relacionadas à empresa, a pessoa também deverá considerar se poderá pagar as parcelas do empréstimo, sem inadimplência.

Cabe lembrar que o beneficiário terá as despesas da sua família, as despesas da sua nova empresa e as parcelas.

Como fazer empréstimo com cartão do Bolsa Família
5 (100%) 1 voto[s]

Deixe um comentário