Quem tem direito a receber o Renda Mínima SP

Instituído pela Prefeitura de São Paulo, o Programa Renda Mínima SP é um plano de transferência de renda similar ao Renda Cidadã SP, ou seja, é voltado a auxiliar famílias que vivem em situação de vulnerabilidade.

A diferença fica por conta da abrangência, afinal o Renda Mínima é restrito à capital paulista, enquanto o Renda Cidadã atende a 644 municípios no Estado.

Muito embora os benefícios sejam baseados no fornecimento de recursos financeiros mensais, o programa também atua em outras frentes visando o desenvolvimento familiar.

Além de realizar os pagamentos, o governo municipal fornece acesso à rede sócio-assistencial do município, estimula o aumento da frequência escolar de crianças e adolescentes, fortalece os vínculos dentro do grupo familiar, bem como promove a convivência comunitária.

Quem tem direito a receber os benefícios do Renda Mínima?

Os interessados em fazer parte do programa precisam obrigatoriamente residir no município de São Paulo por um período de pelo menos dois anos, a ser contado até a data de cadastro.

Além disso, é necessário atender a outras exigências para conseguir receber os benefícios:

1. Ter renda bruta por pessoa inferior ou igual a R$ 175,00 por mês

Para saber qual é a renda por pessoa da sua família, você deve dividir o valor total de recebimentos pelo número de integrantes. Por exemplo: em uma família de 5 pessoas, apenas a mãe trabalha, e o salário recebido por ela é de R$ 800.

Dividindo R$ 800 por 5 pessoas, a renda por pessoa é de R$ 160. Sendo assim, essa família já cumpre um dos requisitos para entrar no Renda Cidadã SP.

2. Ter dependentes ou filhos

Pelo menos um dos filhos ou dependentes precisa ter idade inferior a 16 anos e estar matriculados em escola pública. A frequência escolar também é levada em consideração, e deve ser superior a 85%.

3. Vacinação de crianças em dia

Crianças de até 7 anos precisam ter a carteira de vacinação atualizada. Este documento precisa ser apresentado pelos responsáveis no momento do cadastro.

Como fazer o cadastro no Programa Renda Mínima (Prefeitura de SP)

Os interessados em fazer o cadastro no Programa Renda Mínima SP devem comparecer ao Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) mais próximo do endereço de residência.

A documentação para se cadastrar deve ser tratada com cuidado, pois esses documentos são obrigatórios e decisivos para a prefeitura liberar os benefícios. Portanto, leve tudo o que for solicitado. Veja o que você precisa apresentar no CRAS:

  • Documento de RG, CPF e Título de Eleitor do responsável familiar.
  • Comprovante de residência, lembrando sempre que a família precisa ser residente do município por no mínimo dois anos.
  • Dependentes maiores de 16 anos: RG, CPF, Título de Eleitor e Carteira de Trabalho (caso tenha algum vínculo empregatício).
  • Dependentes menores de 16 anos: RG ou Certidão de Nascimento e declaração da escola que esteja matriculado. Vale ressaltar que a declaração é obrigatória para quem tem 15 anos e 11 meses de idade.

Valores do Programa Renda Mínima SP

O valor a ser pago pelo Programa Renda Mínima SP sofre alteração de acordo com a categoria em que cada família estiver inserida. Levando sempre em consideração a ideia de complementação da renda mensal, os valores são os seguintes:

  • Famílias que possuem até um filho como dependente recebem R$ 140,00.
  • Famílias com dois filhos/dependentes têm direito a receber R$ 170,00.
  • Famílias com três ou mais dependentes poderão receber R$ 200,00.

O que você precisa saber sobre o Renda Mínima SP

Todas as famílias que desejam receber o Renda Mínima SP precisam comprovar que estão em situação de vulnerabilidade, além de estarem cadastradas no Banco de Dados do Cidadão.

Além disso, vale lembrar que os benefícios são temporários e possuem prazo máximo de 24 meses. O pagamento das parcelas pode até ser prorrogado, mas antes precisa ser analisado pela coordenação do programa.

Para obter mais informações sobre o Renda Mínima SP, você pode ligar para o número 156. A ligação é gratuita.

Você acabou de conferir o que precisa ser feito para realizar o cadastro no Renda Mínima SP. Se isso foi útil para você, compartilhe com seus amigos no Facebook ou clique no botão “Curtir”. E caso você tenha alguma dúvida, escreva a sua pergunta na seção de comentários.

83 Comentários

  1. Regina 12 de janeiro de 2017
  2. Telma sales ribeiro 12 de janeiro de 2017
    • Programa Bolsa da Família 18 de janeiro de 2017
  3. Eliete 12 de janeiro de 2017
    • Programa Bolsa da Família 18 de janeiro de 2017
      • Anônimo 3 de agosto de 2019
  4. Claudemir Belizario 31 de janeiro de 2017
    • Programa Bolsa da Família 1 de fevereiro de 2017
  5. Francielly 15 de fevereiro de 2017
    • Programa Bolsa da Família 13 de abril de 2017
  6. Luana 18 de fevereiro de 2017
    • Programa Bolsa da Família 13 de abril de 2017
  7. Aparecida costa de souza 27 de fevereiro de 2017
  8. ana lucia 4 de março de 2017
  9. Rosangela 6 de março de 2017
  10. Neia 12 de março de 2017
  11. Adriana 13 de março de 2017
  12. FERNANDA FERREIRA QUATELLA 17 de março de 2017
  13. Monik 20 de março de 2017
  14. Jessica martines 30 de março de 2017
  15. paula mara 5 de abril de 2017
  16. Neia 12 de abril de 2017
  17. tatiane 12 de abril de 2017
  18. Edilene 20 de abril de 2017
  19. Lidiana 21 de abril de 2017
  20. Lidiana 21 de abril de 2017
  21. Patrícia Santos Veríssimo da Silva Santos 22 de abril de 2017
  22. Moises 7 de maio de 2017
  23. Cleia 9 de maio de 2017
  24. Cleia 9 de maio de 2017
  25. dayele 12 de maio de 2017
  26. Erika Rodrigues Figueiredo 18 de maio de 2017
  27. Jeferson Moraes 20 de maio de 2017
  28. samara 23 de maio de 2017
  29. Janaina dos Santos Neves 23 de maio de 2017
  30. andreia 29 de maio de 2017
  31. Solange Diniz 29 de maio de 2017
  32. Solange Diniz 29 de maio de 2017
  33. pauliana 31 de maio de 2017
  34. Poliana 6 de junho de 2017
  35. Cristina 15 de junho de 2017
  36. Geovania cassia 28 de junho de 2017
  37. ADRIANA FÉLIX 4 de julho de 2017
  38. Leidy Dayane 27 de julho de 2017
  39. Ana cristina 10 de agosto de 2017
  40. Ana cristina 10 de agosto de 2017
  41. marta 12 de agosto de 2017
  42. Nubia lafaete pereira 16 de agosto de 2017
  43. Tania Amorim de Brito Silva 23 de agosto de 2017
  44. Tania Amorim de Brito Silva 23 de agosto de 2017
  45. Sandra 26 de agosto de 2017
  46. Maiara 28 de agosto de 2017
  47. Helio Aldevino 3 de setembro de 2017
  48. Gleyse Kelly de Santana 28 de setembro de 2017
  49. solange alves dos santos 4 de outubro de 2017
  50. Sandra 5 de outubro de 2017
  51. Sandra 5 de outubro de 2017
  52. Sandra 5 de outubro de 2017
  53. Sandra 5 de outubro de 2017
  54. L.M.C 3 de novembro de 2017
  55. Aline 11 de novembro de 2017
  56. Israel Vaz de lima 20 de novembro de 2017
  57. Israel Vaz de lima 20 de novembro de 2017
  58. Viviane 22 de novembro de 2017
  59. Bia 23 de novembro de 2017
  60. Luciane Pereira da Silva 10 de dezembro de 2017
  61. eva 14 de dezembro de 2017
  62. rosmari raimundo 3 de janeiro de 2018
  63. Alba valeria a Aguiar 24 de janeiro de 2018
  64. IONE APARECIDA BORGES FORTUNATO 6 de fevereiro de 2018
  65. Joyce 26 de abril de 2018
  66. Ana maria Dantas 20 de maio de 2018
  67. Carol 27 de maio de 2018
  68. Lauana 30 de maio de 2018
  69. Liliane 12 de julho de 2018
  70. Daiane 6 de agosto de 2018
  71. Gabrieli Kauani 19 de fevereiro de 2019
  72. Lucilaine Schiro da Silva 16 de março de 2019
  73. Geisiele 19 de março de 2019
  74. Fernanda araujo Aguiar 12 de abril de 2019
  75. Eliseu 15 de abril de 2019
  76. Regiane dos Santos 25 de abril de 2019