Como fazer consulta do Bolsa Família pelo aplicativo

Precisa fazer alguma consulta Bolsa Família? Veja como verificar as informações pelo aplicativo oficial

Gerenciado pelo Ministério do Desenvolvimento Social, o Bolsa Família é um programa que serve para ajudar na retirada dos brasileiros da condição de extrema pobreza ou de pobreza.

Existindo há mais de dez anos, os seus beneficiários estão em todo o país e, muitas vezes, tratam-se de famílias com crianças e adolescentes.

Apesar de se esperar que os cidadãos ajudados saiam da condição de extrema pobreza ou pobreza, o governo federal não dá prazo para isso, ou seja, não há tempo mínimo pelo qual a família pode ficar nesse programa de transferência de renda.

Aprenda aqui como fazer consultas do Bolsa Família pelo aplicativo e muito mais sobre essa ajuda social.


Quem tem direito a receber Bolsa Família?

Não há regra de organização familiar para pedir esse benefício, ou seja, ele pode ser pago a avós que moram com os netos, a idosos sozinhos, a pessoas de meia idade sozinhas, a pais que moram com os filhos, etc.

O que o Ministério do Desenvolvimento Social realmente usa como requisito é a renda per capita (renda por pessoa):

  • Se ela ficar em até R$ 178,00, pode-se pedir o benefício porque se trata de situação de pobreza;
  • Se ela ficar em até R$ 89,00, pode-se pedir o benefício porque se trata de situação de extrema pobreza.

Cabe dizer que a renda per capita leva em consideração todos os que moram regularmente no lugar: um parente que passa um tempo esporadicamente na casa do solicitante, por exemplo, não entrará na renda per capita.

Sendo assim, é preciso somar a renda de todos os moradores.

Como fazer consulta do Bolsa Família pelo aplicativo


Como dar entrada no Bolsa Família?

Uma das pessoas da família terá de ir ao Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) ou à Prefeitura, se não existir nenhum CRAS na cidade.

Não será preciso agendar, mas é obrigatório apresentar o seguinte:

  • Carteira de Trabalho de todos os que tenham emprego;
  • Comprovante de residência atualizado;
  • CPF de todos da família;
  • Certidão de casamento ou de nascimento de todos;
  • Documento de identidade de todos;
  • Título de eleitor de todos os maiores de idade;
  • Comprovante de renda de todos os que possuem alguma forma de ganho.

Se alguma das pessoas não tem CPF, é preciso ir à Caixa Econômica Federal, ao Banco do Brasil ou aos Correios para se informar sobre sua emissão.

Depois que todos os documentos acima foram entregues no CRAS ou na Prefeitura, o prazo para que o benefício seja liberado é de até 90 dias.


Como fazer consulta do Bolsa Família pelo aplicativo?

O aplicativo serve para que os beneficiários fiquem sabendo se a sua parcela daquele mês já foi depositada, para conferir o valor, saber se o governo federal está solicitando recadastramento e outras coisas:

  • Mensagens dos órgãos relacionados ao Bolsa Família;
  • Download de outros aplicativos;
  • Informações sobre o programa de transferência de renda;
  • Calendário de pagamentos;
  • Dicas;
  • Atendimento e muito mais.

O app está à disposição na Google Play Store e na Apple Store, sendo preciso:

  • Clicar no ícone da loja de app no celular ou acessar os hiperlinks acima;
  • Clicar em “Instalar’;
  • Fornecer o NIS/PIS/PASEP;
  • Clicar em “Consulte seu benefício”.

O que fazer se houver anormalidades no Bolsa Família?

O aplicativo facilita que o beneficiário fique atento aos depósitos e aos seus valores e, percebendo qualquer anormalidade (atraso no recebimento ou diferença no valor), ele deve entrar em contato com o CRAS ou com a Prefeitura para informações.

Os depósitos do Bolsa Família por parte do Ministério do Desenvolvimento Social são pontuais.

Entretanto, alguns beneficiários notam que o valor pago diminuiu e uma das possíveis razões é a sua família ter saído das condições que justificam pagamento extra.

Os cidadãos também têm de consultar regularmente esse app para saber se há aviso de suspensão do Bolsa Família, inclusive porque pode ser revertida. Ela acontece se:

  • As grávidas e lactantes da família não estão sendo acompanhadas pelo médico;
  • Se o recadastramento, exigido a cada dois anos, não for realizado;
  • Se as crianças e jovens da família não estiverem com a devida frequência escolar;
  • Se houver mudanças nos moradores da casa ou na renda per capita sem que isso seja avisado ao CRAS ou Prefeitura;
  • Se as crianças, jovens ou grávidas estão com vacinas obrigatórias atrasadas.

Como fazer consulta do Bolsa Família pelo aplicativo


Quais são os valores do Bolsa Família?

Todos os que são ajudados pelo programa de transferência de renda têm de receber, ao menos, R$ 89,00 por mês, sendo este o benefício básico.

Porém, eles podem receber benefício extra se estiverem enquadrados em uma das situações a seguir:

  • Há crianças de até 15 anos;
  • Há grávidas ou lactantes;
  • Há jovens entre 16 e 17 anos.

O extra para as duas primeiras situações é de R$ 41,00, enquanto o extra para a última situação é de R$ 48,00.

Como fazer consulta do Bolsa Família pelo aplicativo
5 (100%) 1 voto

Deixe um comentário