Categoria: Programas Sociais

Como funciona o Cartão Material Escolar GDF

Muitas pessoas têm significativa dificuldade na hora de comprar os materiais escolares, ainda que sejam os mais básicos.

Todavia, esses materiais são fundamentais para que as crianças e adolescentes possam aprender devidamente e o Governo do Distrito Federal tem uma forma de ajudar esses cidadãos: é o Cartão Material Escolar.

Veja todos os detalhes sobre esse cartão e que famílias podem recebe-lo.


Para quem o Cartão Material Escolar GDF é liberado?

Esse cartão só é emitido a famílias que colocaram seus filhos na educação pública até 20 de fevereiro, com a obrigatoriedade também de elas serem assistidas pelo Bolsa Família.

Isso quer dizer que a renda per capita máxima será de R$ 178,00, além de esses menores de idade estarem com as suas vacinas em ordem e terem 75% ou mais de frequência escolar.

Como funciona o Cartão Material Escolar GDF


Como funciona o Cartão Material Escolar GDF

Diversos estabelecimentos no Distrito Federal têm parceria com a Secretaria de Educação e, por isso, recebem o pagamento no CME (Cartão Material Escolar).

Existe uma lista pré-definida de coisas que essa família pode comprar, de acordo com a série escolar das suas crianças e jovens.

Todos os usuários do Cartão Material Escolar GDF que estejam no ensino médio podem gastar até R$ 240,00; os estudantes que estiverem no ensino fundamenta têm uma lista maior de materiais e, devido a isso, podem gastar até R$ 320,00.

Escolhendo todos os materiais, basta mostrar o cartão, salientando-se que a bandeira dele é a VISA.

A Secretaria da Educação do Distrito Federal manda para a família beneficiada a senha do cartão, e o tempo máximo para usá-lo é de 45 dias.… Clique aqui para ler o post completo

Quem tem direito ao Cartão Mais Infância

As políticas de assistência social têm grande importância em todos os governos e, no Ceará, existe um programa de transferência de renda específico chamado de Cartão Mais Infância.

Os cidadãos voltaram a recebê-lo em fevereiro de 2019 e dezenas de milhares de famílias já foram ajudadas, enquanto outras ainda têm benefícios a casar.

Aprenda tudo sobre o Cartão Mais Infância Ceará agora.


Quais são os benefícios do Cartão Mais Infância?

O cartão em si permite que as beneficiárias saquem R$ 89,00 todos os meses; entretanto, o Mais Infância é bastante amplo e tem outros tipos de assistência às crianças.

Incluindo a criação de brinquedoteca pública: essa obra foi disponibilizada à população no final de 2018 como parte desse programa social.

Seu objetivo era oferecer um bom ambiente para que as crianças cearenses desenvolvam suas habilidades, inclusive a convivência saudável.

É claro que por causa da difícil condição financeira, muitas dessas crianças não têm brinquedos em casa e a brinquedoteca também funciona como um espaço de lazer.

Pessoas de vários municípios participam do programa Mais Infância Ceará e, por isso, podem receber o cartão.

Sempre que uma cidade ganha novas beneficiárias, o site do Governo do Estado faz uma breve matéria contando-o: os mais recentes foram Jijoca, Crateús e Independência.

Quem tem direito ao Cartão Mais Infância


Como as beneficiárias podem utilizar o Cartão Mais Infância?

O Governo do Estado do Ceará não determina a forma como o benefício deve ser gasto; todavia, é claro que seu uso deve ser para suprir as necessidades das crianças da família, como:

  • Compra de alimentos;
  • Compra de remédios;
  • Compra de material escolar;
  • Compra de sapatos e de roupas

As famílias podem usar o benefício para comprar brinquedos também, já que as crianças precisam desenvolver o lado lúdico.… Clique aqui para ler o post completo

Quem tem direito ao Bolsa Escola

Confira as regras e vem quem tem direito a receber o Bolsa Escola

Alguma vez você já escutou algo sobre o Bolsa Escola? Benefício que já auxiliou inúmeras crianças e adolescentes a terminarem a educação básica, o Bolsa Escola é realmente muito importante em todo o país. Mas, quem será que tem o direito de receber esse benefício?

Quais são os pré-requisitos e como é possível fazer o cadastro? Aliás, o Bolsa Escola ainda existe?

Para tirar todas essas dúvidas e entender um pouco mais sobre o Bolsa Escola basta continuar a leitura deste artigo.

Como, infelizmente, é comum que as famílias que possuem baixa renda tenham dificuldades em manter as crianças na escola, já que existem gastos com uniforme, material escolar e transporte, o Governo Federal criou esse programa a fim de ajudar aqueles que mais precisam.

Sendo assim, acompanhe este artigo até o final e entenda um pouco mais sobre esse benefício tão importante.


Mas, afinal, o que é o Bolsa Escola?

Como já explicado anteriormente, o Bolsa Escola foi um programa do Governo Federal, o qual começou a valer em 2001, ou seja, durante o governo de Fernando Henrique Cardoso.

Hoje ele não existe mais, uma vez que foi substituído pelo Bolsa Família, um programa de transferência de renda muito mais completo do que o Bolsa Escola.

Em média, esse benefício concedido pelo governo durante alguns anos auxiliou mais de 5,5 milhões de famílias a manterem suas crianças na escola. Dessa forma, ele causou um impacto direto em cerca de 45 milhões de pessoas que possuem uma renda baixa.… Clique aqui para ler o post completo

Como tirar Habilitação pelo programa CNH Social

Confira todos os procedimentos para fazer a carteira de motorista através do programa CNH Social

Já ouviu falar em CNH social? Sabe o que isso significa? Ou melhor, sabe como tirar habilitação pelo programa CNH social? Ainda não? Então pode ficar tranquilo (a)! Neste artigo você vai aprender tudo isso e muito mais.

Como muitas pessoas, infelizmente, não possuem condições de pagar para tirar a habilitação, já que o valor é bastante caro, o governo criou esse programa conhecido como CNH social.

O principal objetivo do programa é disponibilizar algumas vagas para que a carteira de motorista seja tirada de maneira gratuita. Mas, é claro, para isso é preciso cumprir alguns requisitos importantes. Não basta simplesmente querer.

Sendo assim, para ficar por dentro de mais informações e entender como tirar habilitação pelo programa CNH social continue a leitura deste artigo!


Como funciona o programa CNH Social

O programa CNH social foi criado pelo Governo Federal em 2011. Assim como já falado antes, o objetivo do programa é fazer com que algumas pessoas consigam tirar a carteira de motorista de forma gratuita, já que, por conta do preço, muitas pessoas não têm acesso a isso.

No entanto, o CNH social é destinado apenas para pessoas que possuem baixa renda, como já era de se esperar, não é mesmo? Afinal de contas, são essas pessoas que, normalmente, não conseguem tirar a habilitação por conta do dinheiro.

Aqui é válido ressaltar também que esse programa não serve apenas para tirar habilitação de forma gratuita.… Clique aqui para ler o post completo

Quem criou o Bolsa Família?

Você sabe quem criou Bolsa Família? Veja as informações e entenda a história do programa de complemento de renda

O Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) recebe pedidos de seguro desemprego todos os dias e, no país todo, somam-se muitos beneficiados.

Além de fornecer um benefício básico, o programa também tem benefícios variáveis para que as famílias com maiores despesas sejam ajudadas (como as famílias nas quais há crianças).

A popularização do Bolsa Família veio com o governo do Partido dos Trabalhadores (PT), em especial com o ex-presidente Lula.

Porém, programas de transferência de renda como esse já existiam há vários anos no país.

Possivelmente, eles não eram tão conhecidos, mas já era possível pedir auxílio de renda ao governo federal na década de 80.

Especificamente no ano de 1986, foi estabelecido o Bolsa Escola, idealizado por Cristovam Buarque.

Entretanto, ele só começou a funcionar efetivamente muito tempo depois, no ano 2001; o Bolsa Escola tem uma importância singular: foi a partir dele que o Bolsa Família foi desenvolvido, o que ajuda a compreender porque a frequência escolar é tão essencial para que a família continue com o benefício.

A preocupação do governo federal com a redução da fome já vinha desde os anos 40, quando se discutia publicamente o impacto que a situação de miséria causava na sociedade.

Porém, demorou bastante para que os programas de transferência de renda em si pudessem se tornar realidade: isso aconteceu mais de 40 anos depois.


Histórico do programa Bolsa Família

As primeiras iniciativas de ajuda a quem passava fome não envolviam quantias em dinheiro, mas sim produtos: eram oferecidas cestas básicas aos brasileiros em condições mais alarmantes.… Clique aqui para ler o post completo