Calendário Bolsa Família 2018

O calendário do Bolsa Família 2018 é a ferramenta utilizada pelo governo para fazer os pagamentos mensais do programa aos beneficiários. A tabela é elaborada anualmente em conjunto com a Caixa Econômica Federal, que estabelece datas escalonadas com o objetivo de atender a todas as famílias sem causar sobrecarga no sistema bancário.


A divisão do calendário funciona da seguinte forma: os benefícios são liberados de acordo com o último dígito do NIS (Número de Identificação Social) da pessoa cadastrada. Sendo assim, famílias com NIS final 1 são as primeiras a receber, sendo seguidas por quem tem NIS final 2, logo depois para aqueles que têm final 3, e assim sucessivamente, até chegar no NIS final 0.

Ao todo, são 10 datas para a liberação do pagamento, sempre nos últimos 10 dias úteis do mês, com exceção de dezembro. Vale lembrar que a beneficiária (o) do Bolsa Família tem até 90 dias para fazer o saque do mês. Se passar esse prazo, ela perde o direito de receber o dinheiro. Por exemplo: o valor de janeiro fica disponível até o final de abril, o valor de fevereiro pode ser sacado até o final de maio, e assim por diante.


Datas Calendário Bolsa Família 2018

A Caixa divulga as datas do calendário do Bolsa Família completo sempre nas últimas semanas do ano. Assim, as famílias já ficam sabendo todos os dias do ano em que poderão receber o benefício. A programação para 2018 deve contar com a seguinte divisão:

Janeiro 2018

  • NIS final 1 – dia 18
  • NIS final 2 – dia 19
  • NIS final 3 – dia 22
  • NIS final 4 – dia 23
  • NIS final 5 – dia 24
  • NIS final 6 – dia 25
  • NIS final 7 – dia 26
  • NIS final 8 – dia 29
  • NIS final 9 – dia 30
  • NIS final 0 – dia 31

Fevereiro 2018

  • NIS final 1 – dia 15
  • NIS final 2 – dia 16
  • NIS final 3 – dia 19
  • NIS final 4 – dia 20
  • NIS final 5 – dia 21
  • NIS final 6 – dia 22
  • NIS final 7 – dia 23
  • NIS final 8 – dia 26
  • NIS final 9 – dia 27
  • NIS final 0 – dia 28

Março 2018

  • NIS final 1 – dia 16
  • NIS final 2 – dia 19
  • NIS final 3 – dia 20
  • NIS final 4 – dia 21
  • NIS final 5 – dia 22
  • NIS final 6 – dia 23
  • NIS final 7 – dia 26
  • NIS final 8 – dia 27
  • NIS final 9 – dia 28
  • NIS final 0 – dia 29

Abril 2018

  • NIS final 1 – dia 17
  • NIS final 2 – dia 18
  • NIS final 3 – dia 19
  • NIS final 4 – dia 20
  • NIS final 5 – dia 23
  • NIS final 6 – dia 24
  • NIS final 7 – dia 25
  • NIS final 8 – dia 26
  • NIS final 9 – dia 27
  • NIS final 0 – dia 30

Maio 2018

  • NIS final 1 – dia 18
  • NIS final 2 – dia 21
  • NIS final 3 – dia 22
  • NIS final 4 – dia 23
  • NIS final 5 – dia 24
  • NIS final 6 – dia 25
  • NIS final 7 – dia 28
  • NIS final 8 – dia 29
  • NIS final 9 – dia 30
  • NIS final 0 – dia 31

Junho 2018

  • NIS final 1 – dia 18
  • NIS final 2 – dia 19
  • NIS final 3 – dia 20
  • NIS final 4 – dia 21
  • NIS final 5 – dia 22
  • NIS final 6 – dia 25
  • NIS final 7 – dia 26
  • NIS final 8 – dia 27
  • NIS final 9 – dia 28
  • NIS final 0 – dia 29

Calendário Bolsa Família 2018

Julho 2018

  • NIS final 1 – dia 18
  • NIS final 2 – dia 19
  • NIS final 3 – dia 20
  • NIS final 4 – dia 23
  • NIS final 5 – dia 24
  • NIS final 6 – dia 25
  • NIS final 7 – dia 26
  • NIS final 8 – dia 27
  • NIS final 9 – dia 30
  • NIS final 0 – dia 31

Agosto 2018

  • NIS final 1 – dia 20
  • NIS final 2 – dia 21
  • NIS final 3 – dia 22
  • NIS final 4 – dia 23
  • NIS final 5 – dia 24
  • NIS final 6 – dia 27
  • NIS final 7 – dia 28
  • NIS final 8 – dia 29
  • NIS final 9 – dia 30
  • NIS final 0 – dia 31

Setembro 2018

  • NIS final 1 – dia 17
  • NIS final 2 – dia 18
  • NIS final 3 – dia 19
  • NIS final 4 – dia 20
  • NIS final 5 – dia 21
  • NIS final 6 – dia 24
  • NIS final 7 – dia 25
  • NIS final 8 – dia 26
  • NIS final 9 – dia 27
  • NIS final 0 – dia 28

Outubro 2018

  • NIS final 1 – dia 18
  • NIS final 2 – dia 19
  • NIS final 3 – dia 22
  • NIS final 4 – dia 23
  • NIS final 5 – dia 24
  • NIS final 6 – dia 25
  • NIS final 7 – dia 26
  • NIS final 8 – dia 29
  • NIS final 9 – dia 30
  • NIS final 0 – dia 31

Novembro 2018

  • NIS final 1 – dia 19
  • NIS final 2 – dia 20
  • NIS final 3 – dia 21
  • NIS final 4 – dia 22
  • NIS final 5 – dia 23
  • NIS final 6 – dia 26
  • NIS final 7 – dia 27
  • NIS final 8 – dia 28
  • NIS final 9 – dia 29
  • NIS final 0 – dia 30

Dezembro 2018

  • NIS final 1 – dia 10
  • NIS final 2 – dia 11
  • NIS final 3 – dia 12
  • NIS final 4 – dia 13
  • NIS final 5 – dia 14
  • NIS final 6 – dia 17
  • NIS final 7 – dia 18
  • NIS final 8 – dia 19
  • NIS final 9 – dia 20
  • NIS final 0 – dia 21

Lembrando que essas datas ainda não foram confirmadas pelo Bolsa Família, portanto, não são oficiais.


Como saber o dia do pagamento sem ter o NIS

Se você não sabe qual é o seu Número de Identificação Social, é possível fazer uma rápida pesquisa aqui mesmo neste site. Basta clicar neste link: consultar o número do NIS.

Outra maneira de descobrir a numeração é através do Portal da Transparência. Acompanhe a explicação e veja como funciona:

1. Acesse o Portal da Transparência através do endereço www.portaltransparencia.gov.br;

2. Selecione o ano na seção de Transferências de Recursos;

3. Selecione a opção “por Favorecido” e depois escolha “Pessoas Físicas”; ao finalizar, clique em “Consultar”;

4. Na tela seguinte, você verá uma lista de A a Z contendo todas as pessoas beneficiárias do Bolsa Família. Digite o seu nome na caixa de pesquisa e clique em “Ok” para encontrar o número do seu NIS.


Onde receber os pagamentos do Bolsa Família

Os beneficiários e beneficiários podem receber o pagamento do Bolsa Família em diferentes locais. Confira:

  • Agências da Caixa;
  • Caixas eletrônicos da Caixa;
  • Casas lotéricas;
  • Comércios que possuem o “Caixa Aqui”.

Como sacar o Bolsa Família sem o cartão

Mesmo que esteja sem o cartão, o beneficiário pode sacar o Bolsa Família apresentando o número do NIS e um dos documentos a seguir:

  • Carteira de Identidade (RG)
  • Carteira de Trabalho
  • Certidão de Nascimento ou de Casamento
  • Carteira Nacional de Habilitação (CNH) com foto
  • Guia de pagamento (deve ser retirada nas agências da Caixa)

Para pedir a 2 via do cartão do Bolsa Família ou do Cartão Cidadão, é necessário ir a uma agência da Caixa ou entrar em contato com o banco pelo telefone 0800 726 0207.


Quem tem direito a receber o Bolsa Família

Têm direito a receber o Bolsa Família os grupos familiares que se enquadram na condição de extrema pobreza e de pobreza. Veja como funciona essa classificação:

Extrema pobreza

Famílias que possuem renda mensal de até R$ 85 por pessoa

Pobreza

⇒ Famílias que possuem renda mensal de R$ 85,01 a R$ 170 por pessoa.

Em outras palavras, se a soma de todos os salários da sua família for menor a 170 reais por pessoa, é possível fazer o Cadastro Único para receber o Bolsa Família.

Como saber se a renda da família é inferior a R$ 170 por pessoa?

Para descobrir, basta fazer um cálculo simples: você deve somar os salários de todos e dividir pelo número de pessoas da família. Por exemplo, em uma casa com 5 pessoas, a renda total é de R$ 800. Dividindo 800 (renda) pela quantidade de membros (5), o resultado é 160. Portanto, essa família teria direito a receber os benefícios do programa.


Valores do Bolsa Família

Atualmente, são esses os valores do Bolsa Família que o governo está disponibilizando aos cidadãos inscritos no programa:

⇒ Benefício básico: R$ 85

Quem pode receber: famílias extremamente pobres, independente do número de pessoas.


⇒ Benefício variável: de R$ 39 a R$ 195

Quem pode receber: famílias pobres e extremamente pobres que tenham gestantes, mães em período de amamentação, crianças e adolescentes de 0 a 16 anos incompletos. Cada família pode receber até 5 benefícios de R$ 35, totalizando R$ 175.


⇒ Benefício variável de 0 a 15 anos: R$ 39

Quem pode receber: famílias com crianças e adolescentes de 0 a 15 anos de idade.


⇒ Benefício variável à gestante: R$ 39

Quem pode receber: famílias que tenham gestante. A família pode receber até 9 parcelas mensais consecutivas de R$ 35. A gestação precisa ser identificada até o nono mês.


⇒ Benefício variável nutriz: R$ 39

Quem pode receber: famílias que tenham crianças entre 0 e 6 meses. A família pode receber até 6 parcelas mensais consecutivas de R$ 35. A criança deve ser identificada até o sexto mês de vida.


⇒ Benefício variável jovem: de R$ 47 a R$ 94

Quem pode receber: famílias pobres ou extremamente pobres que tenham adolescentes entre 16 e 17 anos. Cada família pode receber até dois benefícios.


⇒ Benefício para superação da extrema pobreza: a partir de R$ 85

Quem pode receber: famílias pobres ou extremamente pobres. O valor é calculado pela renda por pessoa da família e também pelo benefício já recebido no Bolsa Família. Cada família pode receber um benefício.

As famílias que estejam em condição de extrema pobreza têm direito a acumular o benefício Básico, o Variável e o Variável para Jovem. Além disso, elas também podem receber 1 benefício para Superação da Extrema Pobreza.


Aumento do Bolsa Família 2018

Em 2017 o governo voltou atrás e cancelou o aumento que seria dado aos beneficiários do programa. Porém, o ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, confirmou que haverá aumento do Bolsa Família em 2018.

“Acabamos com a fila que havia no Bolsa Família, aumentamos o valor para o próximo ano em inflação e mais um pouco. Deve ser algo acima da inflação que vai ter lá pelo mês de março ou abril. Terá um ganho real para repor parte da perda de 2014 e 2015”, finalizou o ministro.


Como fazer o cadastro para o Bolsa Família

O primeiro passo para se cadastrar no Bolsa Família é fazer a inscrição no Cadastro Único no CRAS (Centro de Referência de Assistência Social), na prefeitura ou no órgão do município que faça o atendimento do programa. É através do CadÚnico que o governo coleta as informações da família e analisa se ela pode começar a receber os pagamentos.

Para fazer cadastro, é necessário apresentar os documentos do Responsável Familiar e das outras pessoas da família. Veja quais são:

Documentos do Responsável Familiar

  • RG, CPF e Título de Eleitor.

Documentos dos outros membros da família

  • Carteira de identidade
  • CPF (se a pessoa tiver)
  • Título de Eleitor (necessário para maiores de 18 anos)
  • Certidão de Nascimento
  • Certidão de Casamento
  • Carteira de Trabalho (se a pessoa tiver)
  • Carteira de Vacinação (para crianças de 0 a 6 anos)
  • Declaração escolar (se a família tiver crianças ou adolescentes)

É muito importante apresentar o maior número de documentos possível, pois isso pode ajudar no momento em que o cadastro da família for analisado.


Como saber se o cadastro foi aprovado

A seleção das novas famílias é feita automaticamente pelo governo todos os meses. Para saber se a aprovação foi concedida, é necessário retornar ao local onde foi feito o cadastro. O tempo de retorno é informado no dia do cadastro pelo agente que atendeu a família.


Consulta do Bolsa Família

Outra forma de descobrir se a família foi aprovada é através do portal de benefícios da Caixa, também conhecido por SIBEC. Você pode acessar o site clicando aqui.

Pelo SIBEC, é possível fazer a consulta do Bolsa Família de três formas:

1. Consulta de benefícios por UF (Estado)

2. Consulta de benefícios por município

3. Consulta de benefícios por família


Receber o número do NIS significa que o cadastro foi aprovado?

Muitas famílias associam a geração do número do NIS à aprovação do cadastro, mas o sistema não funciona desta forma. Todas as pessoas que fazem o Cadastro Único recebem um NIS, mas isso não quer dizer que o pedido no Bolsa Família foi aprovado.

O número é fornecido mesmo em situações em que a entrada no programa é negada. Vale lembrar que o CadÚnico é necessário para outros programas do governo, e não somente para o Bolsa Família.


Cartão do Bolsa Família

Já as famílias que são aprovadas têm direito a receber o Cartão do Bolsa Família para fazer os saques mensais. O cartão é enviado para o endereço informado no Cadastro Único, cerca de 30 dias após a aprovação da família no programa. No entanto, como já mencionados anteriormente no texto, não é necessário esperar a chegada do cartão para sacar o benefício.


Regras para se manter no Bolsa Família

Após ter o cadastro aprovado, a família seguir algumas regras para se manter no programa. Veja a relação:

⇒ Manter as informações do cadastro sempre atualizadas;

⇒ Comparecer ao órgão responsável pelo Bolsa Família no município quando for necessário atualizar o cadastro;

⇒ Se a família tiver uma pessoa gestante, ela deve comparecer às consultas de pré-natal estabelecidas pelo Ministério da Saúde;

⇒ Se a família tiver uma mãe e período de amamentação, ela deve ir às atividades educativas promovidas pelo Ministério da Saúde que falam sobre aleitamento materno saudável;

⇒ Manter o cartão de vacinação das crianças entre 0 e 7 anos em dia;

⇒ Acompanhar a saúde das mulheres entre 14 e 44 anos;

⇒ Garantir pelo menos 75% de frequência escolar a crianças e adolescentes de 6 a 15 anos, e pelo menos 85% a adolescentes de 16 a 17 anos.

Você acabou de conferir informações sobre o Bolsa Família 2018. Se elas foram úteis para você, compartilhe com seus amigos. E se você ficou com alguma dúvida, escreva a sua pergunta na seção de comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *