Governo vai dobrar Bolsa Família para quem mora em áreas de risco no Rio

Os beneficiários do Bolsa Família que moram em áreas consideradas de risco no Rio de Janeiro receberão aumento nos pagamentos. A notícia foi confirmada pelo ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, nesta quinta-feira (3).


Com a liberação do orçamento pelo governo, o valor médio dos benefícios passará de R$ 150 para R$ 300. De acordo com o ministro, a nova quantia será repassada a partir do mês de setembro, e será mantida pelo menos até o final do mandato de Michel Temer.

“Vai durar até o último dia de 2018, mas claro que isso pode ser prorrogado, porque agora é uma situação emergencial”, confirmou o ministro.

Quem terá direito ao aumento

Governo vai dobrar Bolsa Família para quem mora em áreas de risco no Rio

O acréscimo nos pagamentos deverá atender principalmente as famílias que moram na capital fluminense e cidades próximas. Essa são as regiões que terão prioridade de atendimento:

  • Chapadão
  • Complexo do Alemão
  • Complexo da Maré
  • Penha
  • São Gonçalo
  • Duque de Caxias
  • Nova Iguaçu

O plano de aumentar o Bolsa Família faz parte de uma série de ações sociais que começarão a ser realizadas no Estado. A ideia é fornecer ajuda a pessoas entre 12 e 29 anos que estão sendo atraídos pelo crime organizado. Com as medidas, o governo tem a expectativa de atender 50 mil jovens e 40 mil famílias.

 

O que será preciso fazer para receber o aumento

Para receber e manter o novo valor, as famílias precisam cumprir os seguintes requisitos:

Garantir a permanência dos jovens de 12 a 29 anos na escola

Garantir a presença dos jovens no contra turno

O contra turno é um conjunto de atividades esportivas que acontecerão fora do horário escolar em 27 unidades militares do Rio. Para garantir os recursos do Bolsa Família, o jovem deverá participar da programação.

O governo mantém negociações com jogadores de futebol profissional para que eles possam apadrinhar os jovens e incentivar o comparecimento aos treinos.

Para completar, as propostas não devem ficar somente no âmbito esportivo. Isso porque também será oferecida uma capacitação profissional com cursos de informática disponibilizados por empresas de tecnologia como a Microsoft.

Liberação dos recursos

Para garantir o repasse dos recursos aos beneficiários do Bolsa Família, uma Medida Provisória será assinada pelo presidente Michel Temer. O instrumento vai especificar que o benefício será destinado para atender as populações de risco do Rio de Janeiro. Esses recursos sairão do próprio orçamento do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS).

Aumento de 2017 suspenso

Anunciado em maio pelo ministro Osmar Terrra, o aumento do Bolsa Família 2017 para todos os beneficiários foi suspenso no final de julho. O motivo alegado foi a falta de verba para cobrir o acréscimo nos pagamentos.

À época, a equipe econômica do governo afirmou que o reajuste iria prejudicar o planejamento dos cofres públicos para 2018. Até agora, não se sabe quando haverá um novo aumento para as famílias cadastradas no programa.

Sobre a possibilidade de estender o aumento a outros estados, Osmar Terra descartou. “É algo temporário e é focalizado, porque não tem condições de ser focalizado para todo o Brasil”, afirmou.

Você acabou de conferir informações sobre o aumento do Bolsa Família para beneficiários do Rio de Janeiro. Se elas foram úteis para você, compartilhe com seus amigos no Facebook ou clique no botão “Curtir”. E se você tiver alguma dúvida, escreva a sua pergunta na seção de comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *