Categoria: Cadastro Bolsa Família

Como fazer cadastro Bolsa Família 2019

Veja o que é necessário para fazer o bolsa familia cadastro 2019.

O Bolsa Família faz parte das estratégias de auxílio social criadas no Brasil, tendo beneficiários no país todo.

Os pedidos para estar nesse programa social podem ser realizados em todos os lugares do Brasil e a qualquer momento: as solicitações de 2019, inclusive, já são recebidas pelo Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) ou prefeituras.


O que é o Bolsa Família?

Trata-se de um programa de renda no qual os cidadãos que se encontram na pobreza ou extrema pobreza recebem depósitos mensais. Não é preciso que as famílias tenham crianças ou adolescentes para serem assistidas: a única regra é que sua renda per capita não passe de R$ 178,00.

Como fazer cadastro Bolsa Família 2019


Como fazer o cadastro para o Bolsa Família 2019?

Primeiramente, o responsável pela família precisa se informar se existe um CRAS no seu município ou se ele precisará fazer a solicitação na Prefeitura. Já sabendo disso, serão necessários os documentos abaixo:

  • Título de eleitor;
  • Carteira de trabalho;
  • Comprovante de renda;
  • Documento de identidade;
  • Comprovante de residência;
  • Atestado de frequência escolar (se a família tiver estudantes);
  • Certidão de casamento ou nascimento;

O comprovante de renda, o atestado de frequência escolar e o comprovante de residência precisam ser de até dois meses. Vale destacar que o comprovante de renda de todas as pessoas que trabalham naquela família tem de ser apresentado: a finalidade é assegurar ao Ministério do Desenvolvimento Social que a renda não passa de R$ 178,00 per capita.… Clique aqui para ler o post completo

Como acessar o Bolsa Família com acesso restrito

Veja como funciona o acesso restrito Bolsa Família

Lançado no ano de 2007, o Bolsa Família integra as formas de ajuda do Governo Federal para as pessoas na pobreza ou extrema pobreza.

O órgão federal que determina quem receberá o auxílio e de quanto ele será é o Ministério do Desenvolvimento Social, sendo necessário que os cidadãos façam a requisição e que comprovem com documentos que não conseguem manter-se dignamente sem esses depósitos.

A requisição, no entanto, não é realizada diretamente ao Ministério do Desenvolvimento Social, mas sim ao Centro de Referência de Assistência Social (CRAS).

Dependendo de como seja a sua constituição familiar (se existem crianças ou não, se há jovens ou não, etc.), há o pagamento de variáveis, que são uma ajuda extra.

Todos os valores do Bolsa Família são sacados nos estabelecimentos da Caixa Econômica Federal, o que incluem as casas lotéricas.

Por meio do Cartão Cidadão, que é emitido por esse banco, os beneficiários têm liberdade para fazer o saque do benefício nos caixas eletrônicos.


O que é o acesso restrito do Bolsa Família

O “acesso restrito” do Bolsa Família é bastante simples de entender: ele é restrito para apenas as pessoas que são beneficiadas. Isso é um cuidado por parte do Ministério do Desenvolvimento Social a fim de que indivíduos mal-intencionados não possam ver as informações pessoais de quem é beneficiado.

Porém, não existe um portal apenas para quem recebe o Bolsa Família e outro para quem quer só informações de pesquisa.

O que acontece é que, em http://bolsafamilia.datasus.gov.br/w3c/bfa.asp, os beneficiários fazem o seu login e consultam valores e quaisquer outras informações.… Clique aqui para ler o post completo

Como fazer o recadastramento do Bolsa Família

Confira todas as regras saiba como fazer o recadastramento Bolsa Família

O Bolsa Família está em vigor desde o ano de 2007 e atende a vários brasileiros que têm a sua sobrevivência comprometida por causa da baixa renda.

Há três órgãos públicos que trabalham em sintonia para que o Bolsa Família possa ser aproveitado pela população: um deles é o Ministério do Desenvolvimento Social sendo a instituição que avalia o fornecimento dos auxílios e que serve para que esses assistidos também tenham acompanhamento escolar e médico.

A outra instituição pública indispensável para que o Bolsa Família continue funcionando é o Centro de Referência em Assistência Social (CRAS).

Esse é o local que os cidadãos devem buscar quando precisam pedir esse benefício; é o CRAS que recebe todos os documentos, inclusive os recadastramentos, e envia tudo ao Ministério do Desenvolvimento Social.

Por fim, a Caixa Econômica Federal é o terceiro elo. Esse banco tem a responsabilidade de passar os benefícios aos cidadãos assistidos. Além das agências da Caixa, toda a sua estrutura faz os pagamentos, tais como as lotéricas.


Benefícios Bolsa Família

Os benefícios do Bolsa Família são maiores para quem registra ter crianças na casa, além de mulheres amamentando, mulheres grávidas e jovens.

Esse benefício maior é chamado de “variável” e uma família que o recebe por causa de uma criança tende a continuar recebendo até que ela faça 17 anos.

Quem recebe o benefício sem qualquer variável recebe R$ 85,00. De acordo com todos os valores variáveis que podem ser pagos, cada família poder chegar a receber mais de R$ 300,00.… Clique aqui para ler o post completo

Como liberar o Bolsa Família suspenso

Saiba como funcionam as regras para liberar o Bolsa Família suspenso

As pessoas que utilizam o benefício do Bolsa Família podem não saber exatamente quando, mas há ocasiões em que ele pode ser suspenso.

Geralmente, a razão é simples: porque a família já não se encaixa mais em alguma das condições do governo federal para esse pagamento, podendo ocorrer problemas cadastrais, o que é menos comum.

A boa notícia é que o Bolsa Família pode ser recuperado em algumas circunstâncias.

A família beneficiada tem de ir ao Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) ou à Prefeitura, com uma requisição por escrito e com alguns documentos de comprovação.


Bolsa Família suspenso por frequência escolar

Como liberar o Bolsa Família suspenso

Apesar de a assistência financeira ser um dos principais pontos do Bolsa Família, esse benefício social não serve somente para isso: ele é uma maneira de o governo acompanhar a qualidade de vida em vários níveis, inclusive com relação à frequência escolar.

Desse modo, é justo que o Ministério do Desenvolvimento Social suspenda o benefício de quem não mantém os seus filhos na escola ou não cuida da sua frequência escolar.

É importante que não se tenha mais de 25% de ausência e que elas sempre sejam justificadas, em especial tendo atestados médicos.

Quando a criança ou o jovem já teve muitas faltas naquele bimestre, o governo federal bloqueia o Bolsa Família e é necessário pedi-lo outra vez.


Bolsa Família suspenso: o que fazer

Mesmo sendo desagradável ter o Bolsa Família suspenso, os cidadãos podem reaver o benefício.… Clique aqui para ler o post completo

Novas regras do Bolsa Família podem cancelar benefícios de 600 mil famílias

O Bolsa Família terá novas regras em breve que poderão afetar diretamente até 600 mil famílias beneficiadas pelo programa de complemento de renda nacional.

Isso porque o governo Michel Temer está preparando um decreto que vai alterar as condições tanto para aprovar, quanto para manter os cadastros ativos. Veja as propostas e entenda o que vai acontecer.

Como serão as novas regras do Bolsa Família

bolsa-familia-novas-regras

Aprovação no programa

A primeira alteração está relacionada às famílias que desejam ingressar no Bolsa Família. Com as novas regras, a análise dos cadastros passará a ser mais rígida e a aprovação tende a ser mais difícil.

O governo vai começar a utilizar pelo menos seis bases de dados para comparar as informações fornecidas no Cadastro Único. O objetivo é evitar fraudes de pessoas que apresentam declarações de renda falsas para facilitar a aprovação.

Permanência no programa

Em relação às inscrições que já estão ativas, haverá menor tolerância para quem não manter as informações atualizadas de acordo com a situação real da família.

Atualmente, o Bolsa Família bloqueia os benefícios se um cadastro incompatível é detectado na triagem por três vezes. Após as mudanças, o pagamento será interrompido após o segundo registro na “malha-fina”.

Cancelamentos

Desde que assumiu, em maio de 2016, Michel Temer cancelou 916 mil inscrições do Bolsa Família. Esse número pode aumentar já em setembro, pois existe a possibilidade de ocorrer o cancelamento de mais 600 mil cadastros que não seguem as condições exigidas pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA).… Clique aqui para ler o post completo